25.6 C
Kóka
quinta-feira, 2024/06/20  6:42
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Colômbia suspende exportações de carvão para Israel por causa de operações militares em Gaza

Presidente Gustavo Petro anuncia medida até que Israel pare ataques contra civis palestinos.

Bogotá, Colômbia, 10 de junho de 2024 (Agência de Notícias Reuters) – A Colômbia anunciou que suspenderá as exportações de carvão para Israel devido às operações militares do país na Faixa de Gaza.

O presidente Gustavo Petro disse nas redes sociais no sábado (8) que as exportações serão suspensas até que Israel pare seus ataques contra civis em Gaza.

A Colômbia é um dos principais exportadores de carvão para Israel. O governo colombiano afirma que o carvão representou 90% das exportações do país para Israel entre janeiro e agosto do ano passado.

A Colômbia viveu um conflito interno envolvendo grupos guerrilheiros de esquerda que durou mais de meio século. Israel forneceu assistência militar, e os dois países desenvolveram laços estreitos.

Petro se tornou o primeiro presidente de esquerda da Colômbia em 2022.

Ele tem criticado repetidamente a administração do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. No mês passado, anunciou que a Colômbia romperia relações diplomáticas com Israel.

Governos de esquerda em outras nações latino-americanas também tomaram medidas para rever suas relações com Israel. No ano passado, a Bolívia rompeu laços diplomáticos com o país do Oriente Médio, e o Chile convocou seu embaixador.

A suspensão das exportações de carvão pela Colômbia representa uma nova tensão nas relações com Israel, em meio à crescente condenação internacional aos ataques contra a população civil palestina em Gaza.