28 C
Kóka
sábado, 2024/07/20  10:01
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Rússia libera indianos recrutados para lutar na Ucrânia

Soldados foram atraídos com falsas promessas de altos salários.

Moscou, Rússia, 11 de julho de 2024 – Agência de Notícias Tass – A Rússia concordou com um pedido da Índia para dispensar cidadãos indianos contratados como soldados pelo exército russo que agora desejam deixar o serviço. Esses indivíduos foram supostamente recrutados com falsas promessas de altos salários, mas acabaram sendo enviados para a linha de frente na Ucrânia.

O Ministério das Relações Exteriores da Índia informou que entre 35 e 50 cidadãos indianos foram enviados para o campo de batalha, com duas mortes confirmadas. A mídia indiana relatou que entre os soldados estavam jovens desempregados vivendo em situação de pobreza.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o presidente russo, Vladimir Putin, discutiram a questão durante sua cúpula na terça-feira (9) em Moscou. Meios de comunicação indianos relatam que os soldados serão liberados dentro de algumas semanas, no mínimo.

Após o encontro entre Modi e Putin, o secretário de Relações Exteriores da Índia revelou que seu país havia instado a Rússia a resolver a situação. À medida que a invasão russa à Ucrânia se prolonga, foi confirmado que cidadãos da Índia, Nepal e outros países estão lutando na linha de frente como forças russas.

Este incidente destaca as complexidades éticas e diplomáticas surgidas da guerra na Ucrânia, bem como os desafios enfrentados por países em desenvolvimento cujos cidadãos podem ser atraídos por promessas de oportunidades econômicas em zonas de conflito.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)