25.6 C
Kóka
quinta-feira, 2024/06/20  5:17
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

EUA anunciam venda de peças para caças F-16 a Taiwan

Negócio de US$ 300 milhões é visto como sinal de apoio contínuo à defesa de Taiwan.

Washington, Estados Unidos, 7 de junho de 2024 (AP) – O governo dos Estados Unidos decidiu vender US$ 300 milhões em peças de reparo e sobressalentes para caças F-16 e equipamentos relacionados a Taiwan.

A Agência de Cooperação de Segurança de Defesa do Pentágono anunciou na quarta-feira (5) que o Departamento de Estado aprovou a venda e notificou o Congresso da decisão.

Primeiro anúncio após posse do novo presidente de Taiwan
Esta é a primeira vez que o governo dos EUA anuncia a venda de armas ou peças relacionadas a Taiwan após a posse do novo presidente da ilha em maio. A decisão é vista como um aparente movimento para mostrar o envolvimento contínuo dos EUA na defesa de Taiwan.

Na sexta-feira passada (31), o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, e o ministro da Defesa chinês, Li Shangfu, trocaram opiniões sobre a situação de Taiwan à margem de um fórum de segurança em Cingapura.

Porém, os dois ministros da Defesa não conseguiram reduzir a divergência entre os dois países sobre a questão.

Tensão sobre exercícios militares chineses
Durante as conversas, Austin descreveu os exercícios militares da China ao redor de Taiwan no mês passado como “provocativos”.

Em resposta, Li avisou Austin que os EUA não devem interferir nos “assuntos internos da China”.

A venda de peças para os caças F-16 de Taiwan ocorre em meio a crescentes tensões entre Washington e Pequim sobre o status da ilha, reivindicada pela China como parte de seu território.