25.6 C
Kóka
quinta-feira, 2024/06/20  4:47
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Grupo terrorista Hamas faz base em escola da ONU

Conflito entre Israel e Hamas deixa 40 mortos em ataque a escola que abrigava terroristas.

Tel Aviv, Israel, 7 de junho de 2024 – (Israel National News) – O Porta-voz das Forças de Defesa de Israel (IDF), Daniel Hagari, revelou nesta quinta-feira (6) as identidades dos terroristas do Hamas e da Jihad Islâmica que foram neutralizados em um ataque aéreo na escola UNRWA em Nuseirat, na noite anterior.

“Durante a noite, as IDF conduziram um ataque preciso, baseado em inteligência, direcionado a dezenas de terroristas do Hamas e da Jihad Islâmica escondidos dentro de uma escola da ONU em Gaza. Alguns desses terroristas participaram do Massacre do Hamas em 7 de outubro. Em breve revelarei as identidades de alguns dos terroristas que neutralizamos”, disse Hagari.

“Os terroristas estavam operando a partir desta escola da ONU. Eles planejavam e conduziam ataques a partir das salas de aula desta escola da UNRWA. Nosso ataque preciso foi baseado em inteligência concreta, de múltiplas fontes. Os terroristas dentro desta escola estavam planejando mais ataques contra israelenses, alguns deles iminentes. Paramos uma bomba-relógio. É isso que foi”, declarou.

Hagari explicou: “Nossa inteligência indicou que os terroristas estavam operando dentro dessa escola em três salas de aula. Atrasamos nosso ataque duas vezes, porque identificamos civis na área. Tivemos vigilância aérea monitorando o complexo do Hamas por alguns dias. Conduzimos o ataque uma vez que nossa inteligência e vigilância indicaram que não havia mulheres ou crianças dentro do complexo do Hamas, dentro dessas salas de aula. Apesar das condições operacionais complexas, nossa Força Aérea usou munições precisas para alvejar as três salas de aula específicas onde os terroristas estavam escondidos.”

Ele apresentou um gráfico mostrando os rostos e nomes dos terroristas “que neutralizamos antes que pudessem realizar mais ataques contra israelenses.” “Terroristas do Hamas e da Jihad Islâmica, alguns da força ‘Nukhba’. Terroristas com sangue nas mãos. Estes são apenas alguns dos terroristas que netralizamos. Há mais. Alguns deles participaram do massacre brutal de 7 de outubro. Estamos trabalhando para verificar a informação antes de compartilhá-la.” disse.

Hagari destacou: “Esta é a quinta vez que tivemos que alvejar terroristas do Hamas e da Jihad Islâmica operando dentro de instalações da UNRWA. Quero repetir – a quinta vez que estamos operando contra o Hamas que está usando instalações da UNRWA, apenas no último mês. O Hamas trava guerra a partir de escolas e hospitais. O Hamas espera que a lei internacional e a simpatia pública forneçam um escudo para suas atividades terroristas, por isso eles operam sistematicamente a partir de escolas, instalações da ONU, hospitais e mesquitas.”

“Infelizmente, vimos alguns meios de comunicação caírem novamente nas táticas do Hamas, sem verificar os fatos. Enquanto o Hamas abusa da lei internacional, as IDF continuarão operando de acordo com a lei internacional. O abuso sistemático de instalações da ONU é um crime de guerra e deve ser interrompido pelo mundo.”

“Continuaremos a fazer tudo ao nosso alcance para trazer os reféns de volta para casa e derrotar o Hamas. Ao cumprirmos esta missão, continuaremos expondo a verdadeira face do Hamas ao mundo. Obrigado,” concluiu Hagari.