28 C
Kóka
sábado, 2024/07/20  9:33
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Cruz Vermelha Ucraniana: 40% da população precisa de ajuda humanitária

Organização destaca dificuldades operacionais em meio à invasão russa.

Tóquio, Japão, 21 de junho de 2024 – Agência de Notícias NHK –  A Sociedade da Cruz Vermelha Ucraniana afirma que 40% das pessoas na Ucrânia necessitam de ajuda humanitária em meio à invasão russa. No entanto, os oficiais ressaltaram a dificuldade de operar em seu país.

Representantes da organização participaram de uma reunião em Tóquio na quinta-feira (20) para explicar a situação atual na Ucrânia aos membros da Sociedade da Cruz Vermelha Japonesa.

Eles disseram que oito membros da organização ucraniana foram mortos na invasão, e 23 de seus escritórios foram destruídos.

Um oficial ucraniano expressou a esperança de que os estudantes continuem as discussões e conversas sobre a Ucrânia como parte de seu esforço para apoiar o país.

O diretor-geral da Sociedade da Cruz Vermelha Ucraniana, Maksym Dotsenko, afirmou que há uma necessidade crescente de ajudar as pessoas na Ucrânia. Ele acrescentou que é muito importante manter o interesse das pessoas no país, já que não está claro quando a guerra terminará.

Um funcionário da Sociedade da Cruz Vermelha Japonesa que participou da reunião disse que a agência fará tudo o que puder para apoiar aqueles que precisam.

A situação humanitária na Ucrânia continua se deteriorando à medida que a invasão russa se prolonga. Relatos de civis deslocados, infraestrutura danificada e escassez de suprimentos básicos têm se multiplicado, exigindo uma resposta urgente da comunidade internacional.

Organizações humanitárias, como a Cruz Vermelha, enfrentam desafios significativos para operar em áreas de conflito ativo, colocando em risco a vida de seus funcionários. No entanto, seu trabalho é crucial para fornecer assistência vital às populações afetadas.

A comunidade global tem acompanhado de perto os desenvolvimentos na Ucrânia, com apelos por cessar-fogo e negociações de paz. No entanto, as perspectivas de uma resolução pacífica permanecem incertas, à medida que ambos os lados se mantêm firmes em suas posições.

Enquanto isso, a crise humanitária se aprofunda, exigindo uma resposta coordenada e sustentada de organizações internacionais, governos e sociedade civil. A proteção de civis e o fornecimento de ajuda básica devem ser priorizados, independentemente das motivações políticas ou militares envolvidas no conflito.

A comunidade internacional aguarda ansiosamente por desenvolvimentos que possam levar a uma resolução pacífica e duradoura, permitindo que os esforços humanitários possam progredir sem obstáculos e que a população ucraniana possa reconstruir suas vidas em um ambiente seguro e estável.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)