27 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  1:05
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Primeiro Ministro Kishida busca realizar cúpula com a Coreia do Norte

Kishida Fumio visa diálogo direto com apoio dos EUA e comunidade internacional.

Tóquio, Japão – 11 de maio de 2024 – O Primeiro Ministro Kishida Fumio afirmou sua intenção em realizar uma cúpula com a Coreia do Norte, contando com o suporte dos Estados Unidos e da comunidade internacional. Em uma reunião realizada na sexta-feira (10), em Tóquio, com um grupo de parentes de japoneses sequestrados pela Coreia do Norte, Kishida destacou a importância do apoio internacional para abordar a questão das abduções.

O grupo, que recentemente visitou os Estados Unidos, encontrou-se com altos funcionários do governo americano e membros de ambas as câmaras do Congresso para solicitar apoio na resolução do problema das abduções o mais rápido possível. Entre os membros estava Yokota Takuya, líder do grupo, cuja irmã Megumi foi sequestrada em 1977 aos 13 anos, e Iizuka Koichiro, cuja mãe Taguchi Yaeko foi sequestrada quando ele tinha apenas um ano de idade.

Os parentes informaram a Kishida que os funcionários americanos prometeram abordar a questão das abduções sempre que possível. Kishida, por sua vez, mencionou que durante sua visita aos Estados Unidos no mês passado, o presidente Joe Biden expressou forte apoio aos esforços para resolver o problema.

O Primeiro Ministro assegurou aos parentes que intensificará os apelos à Coreia do Norte para realizar uma cúpula, com o apoio e a compreensão dos Estados Unidos. Ele ressaltou que o governo trabalhará com a comunidade internacional para continuar com as negociações de alto nível visando concretizar uma cúpula Japão-Coreia do Norte.

Após a reunião, Yokota disse aos repórteres que o grupo exige o retorno imediato de todos os sequestrados. Ele enfatizou que o grupo não deseja que o governo faça concessões nesse sentido e deseja que o governo mantenha negociações firmes com a Coreia do Norte.