26.1 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  12:08
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Governo revisa alfabeto ‘romaji’ para palavras japonesas

Proposta de mudança surge em meio ao aumento de residentes e visitantes estrangeiros no Japão.

Tóquio, Japão – 15 de maio de 2024 – O governo japonês está considerando alterar sua promulgação de 70 anos sobre o uso do “romaji”, ou romanização do alfabeto para expressar palavras japonesas, em um momento em que o país tem mais residentes e visitantes estrangeiros.

Existem dois sistemas de romaji – o Kunrei e o Hepburn. O Gabinete designou o Kunrei como padrão em 1954 sob a promulgação.

Por exemplo, enquanto o método Kunrei usa a sílaba “ti”, o Hepburn a expressa como “chi”, que está mais próxima da grafia em inglês.

O ministro da Educação, Moriyama Masahito, pediu nesta terça-feira (14), a um painel da Agência de Assuntos Culturais que considere um melhor uso dos estilos romaji de acordo com os tempos em mudança.

Seu pedido leva em conta o fato de que o anúncio do Gabinete foi feito em uma época em que o romaji era apenas para transcrever a língua japonesa. Mas hoje também é usado como ferramenta para falantes não japoneses e para enviar informações para a sociedade global.

Atualmente, o estilo Hepburn é comumente usado para passaportes e placas de sinalização, por exemplo.

O ministro também pediu ao painel que padronize várias grafias e sons de vogais longas.

O painel irá considerar revisões ao anúncio original do Gabinete.

Uma pesquisa realizada pela Agência de Assuntos Culturais em 2023 mostrou opiniões divergentes sobre qual estilo era mais fácil de aprender. Uma pesquisa mais detalhada está planejada para este ano fiscal.