12 C
Kóka
sexta-feira, 2024/03/01  6:16
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Comentários de Trump geram reação negativa de aliados da OTAN na Europa

Declarações controversas sobre membros da OTAN por parte do ex-presidente dos EUA geram preocupações entre líderes europeus.

Bruxelas, Bélgica, 13 de fevereiro de 2024 – Comentários controversos sobre membros da OTAN feitos pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, têm gerado reações negativas entre líderes europeus.

Trump revelou no sábado (10) que, durante seu mandato, ele afirmou que os Estados Unidos poderiam não proteger seus aliados da OTAN de um potencial ataque russo, a menos que eles cumprissem sua parcela justa de gastos com defesa.

Na segunda-feira (12), o Chanceler alemão, Olaf Scholz, disse a repórteres que a promessa da OTAN de proteção é absolutamente de todos para um.

Ele afirmou que qualquer relativização da garantia de assistência da OTAN é irresponsável e perigosa, acrescentando que isso interessa apenas à Rússia.

A Ministra da Defesa holandesa, Kajsa Ollongren, disse à agência de notícias Reuters na segunda-feira que o que Trump disse é exatamente o que o presidente russo, Vladimir Putin, adora ouvir.

Ela afirmou: “Nossa força está em nossa unidade. E se não estamos unidos, isso nos enfraquece”.

O Ministro das Relações Exteriores francês, Stephane Sejourne, disse em uma coletiva de imprensa que não cessará em convencer todos os líderes da relevância da aliança da OTAN.

Ele alertou que cada minuto conta para preparar os europeus para absorver o impacto do cenário delineado por Trump.

Trump expressou descontentamento quando era presidente, alegando que muitos dos membros da OTAN dependem dos EUA para sua defesa.

Trump está buscando a nomeação republicana em sua tentativa de garantir um segundo mandato como presidente dos EUA nas eleições de novembro.

As nações europeias estão em alerta máximo para a possibilidade de Trump ganhar novamente a presidência.