25.6 C
Kóka
quinta-feira, 2024/06/20  5:24
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Uma Terra Só apresenta Múcio Rodrigues

Múcio Rodrigues começou compondo uma marchinha de carnaval em 2017, e atualmente  tem mais de 50 músicas escritas e muitas delas já estão gravadas. Sempre que possível, ele está envolvido em escrever a letra e compor uma nova música, seja Frevo, Forró, Samba ou Maracatu. Durante a sua trajetória musical já surgiram alguns parceiros, concluindo até o momento trabalhos com Antônio Vanderlei, Hamilton Florentino, Júnior Vieira e Lúcio Socrates.

Múcio Rodrigues começou compondo uma marchinha de carnaval em 2017, e atualmente  tem mais de 50 músicas escritas e muitas delas já estão gravadas. Sempre que possível, ele está envolvido em escrever a letra e compor uma nova música, seja Frevo, Forró, Samba ou Maracatu. Durante a sua trajetória musical já surgiram alguns parceiros, concluindo até o momento trabalhos com Toinho Vanderlei, Hamilton Florentino, Júnior Vieira e Lúcio Socrates.

Uma de suas músicas, Camafeu do Amor, esteve entre as 200 músicas inscritas na lista do Concurso, no Festival Edésio Santos da Canção 2021 pela Prefeitura de Juazeiro – BA, onde apenas 24 foram selecionadas e seis ficaram como suplentes, entre elas O Camafeu do Amor.

Sendo um dos grandes intérpretes do estilo musical regional o (Forró), Múcio é respeitado na região apresentando um segmento musical riquissímo. O Forró foi reconhecido como Patrimônio Cultural Brasileiro no dia 12/10/2021 pelo IPHAN, sendo declarado O Dia Nacional do Forró no (Brasil) e no Recife, comemora-se O Dia Municipal do Forrozeiro no dia 12 de junho.

Múcio fez o Frevo Conquistando Novos Amores, em homenagem ao Calunga- O Homem Da Meia Noite, considerado o boneco gigante mais antigo do carnaval olindense, e foi criado em 1932 pelo marceneiro Benedito Bernardino da Silva e talhado pelo pintor Luciano Anacleto Goes.

Brasileiro, Pernambucano, Olindense, Múcio mora no Estado de Pernambuco, na cidade do Recife. Filho de Roselite Bezerra Barbosa de Aguiar e de Múcio Rodrigues Barbosa de Aguiar, nasceu em 25.12.1969 à zero hora, registrado Múcio Rodrigues Barbosa de Aguiar Júnior, em homenagem ao pai.

Advogado, Estudou grau de Especialização em Magistratura do Trabalho pela ESMATRA VI – Escola Superior da Magistratura do Trabalho da Sexta Região, Analista em Carreira de Registro Empresarial, aprovado no primeiro concurso da Junta Comercial do Estado de Pernambuco – JUCEPE, Associado à UBC – União Brasileira dos Compositores, associado ao CEMCAPE – Centro da Música Carnavalesca do Estado de Pernambuco, Múcio foi selecionado em um concurso de poesias, entre 2,632 inscritas, com o poema A Bica Chorona de Olinda, que logo depois virou o Samba Canção, A Bica Chorona.

Entre suas mais de 50 músicas escritas, Múcio pretende continuar compondo, criando as letras, as melodias e encaminhando as mesmas para serem musicalizadas. Ele diz que se sente um empreendedor.

Múcio cadastra cada letra de suas autorias na Biblioteca Central do Recife, que encaminha ao Rio de Janeiro para averbar os direitos autorais. Protocola a obra na UBC onde cria o Fonograma. O cantor é um dos compositores dos Blocos Lirícos, O Bonde e O Amante das Flores de Camaragibe.

Múcio faz alguns agradecimento aos amigos da Junta Comercial do Estado de Pernambuco – JUCEPE, ao Ilustre Maestro Ricardo Diniz, que o convidou para fazer parte do Coral da Policia Civil do Estado de Pernambuco e Arte Sol Maior, que é um conservatório de música; ao Maestro Lúcio Socrates; Toinho Vanderlei, além dos parceiros Hamilton Florentino e o Júnior Vieira; ao radialista e apresentador do programa O Som do Forró, Evandi Pedrosa, que divulga parte do trabalho produzido por ele, aos irmãos e irmãs e a esposa Virgínia, inspiração para o Frevo Vira intitulado com o nome dela. Ele não poderia deixar de agradecer ao Fábio Valoa, afinal ele é o arranjador de todas as súas músicas. Enfim, agradece a todos que contribuiram e contribuem com o seu aprendizado musical.

Abaixo algumas de suas composições:
01- Camafeu Do Amor (Frevo De Bloco);
02- Conquistando Novos Amores (Frevo Canção – Homenagem ao Homem Da meia-noite);
03- Deixa Acontecer (Frevo Canção);
04- Farofa Da Paixão (Frevo De Bloco);
05- Felicidade (Frevo Canção);
06- Flor Da Pedra (Frevo De Bloco);
07- Frevo Orquestração (Frevo Canção);
08- Mãe Não Se Esquece (Frevo Canção);
09- O Galo Galanteador (Frevo Canção – Homenagem ao Galo da Madrugada);
10- O Galo E Zé Pereira (Frevo Canção – Segunda Homenagem ao Galo da Madrugada);
11- Olhos Encantados (Frevo De Bloco);
12- Os Embalos Do Frevo (Frevo Canção);
13- O Tabuleiro Das Flores (Frevo De Bloco);
14- Pernambucanamente Folião (Frevo Canção);
15- Só Com você (Frevo Canção);
16- Virgínia (Frevo Canção) e
17- Vou no passo do Bonde (Frevo De Bloco).

(Sambas)
1- A Bica Chorona (Samba Canção);
2- Arco-Iris Lilás (Samba Canção);
3- As Fêmeas Magias (Samba Canção).
4- As Rosas Falam (Samba Canção);
5- Isso É amor (Samba Canção);
6- Maresia (Samba Canção);
7- Meu Coração Marmorizou (Samba Canção) e
8- O Amparo Que O Samba Lhe Traz (Samba Canção);

(Forrós)
1- Engrossando a canjica;
2- Forró pra miss;
3- Menina;
4- Meu Picuí;
5- Requebra;
6- Virado na Brucuta
7- Zé Cantador;

(Maracatú)
1- A Riqueza Do Céu. (Maracatú De Baque Solto);
(Ciranda)
1- A Ciranda Da Paz.

Cleo Oshiro
Últimos posts por Cleo Oshiro (exibir todos)