8 C
Kóka
terça-feira, 2024/04/23  5:28
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Primeiro-ministro japonês apresenta os resultados da cúpula do G7

O primeiro-ministro japonês, Kishida Fumio, resumiu a cúpula do G7, que terminou no domingo (21), em Hiroshima. Ele destacou a importância da reunião realizada em uma cidade que sofreu o primeiro bombardeio atômico do mundo.

Primeiro-ministro japonês apresenta os resultados da cúpula do G7

O primeiro-ministro japonês, Kishida Fumio, resumiu a cúpula do G7, que terminou no domingo (21), em Hiroshima. Ele destacou a importância da reunião realizada em uma cidade que sofreu o primeiro bombardeio atômico do mundo.

Kishida disse: “Reafirmamos que não há vencedor em uma guerra nuclear e que uma guerra nuclear nunca deve ser travada.
Sinto um significado histórico no fato de que os líderes do G7 deixaram isso claro em uma declaração nessa cidade bombardeada com bombas atômicas, depois de ouvir um sobrevivente, ver a realidade da devastação e sentir a esperança das pessoas pela paz”.

Kishida enfatizou que qualquer tentativa de mudar o status quo pela força em qualquer lugar do mundo não pode ser tolerada. Ele disse que o G7 trabalhará para alcançar uma paz justa e duradoura na Ucrânia o mais rápido possível.

Kishida também disse: “Considero significativo o fato de termos convidado o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, para vir ao Japão, de termos demonstrado solidariedade inabalável entre o G7 e a Ucrânia, de termos confirmado a importância de uma ordem internacional livre e aberta com base no estado de direito e de termos demonstrado ao mundo que renovamos nosso compromisso de protegê-la”.

Kishida observou que, à medida que a invasão da Rússia se arrasta, a economia global está enfrentando sérios desafios, como a inflação e a escassez de alimentos e energia. Ele disse que o G7 liderará os esforços para realizar um crescimento sustentável. E trabalharão com outras nações para aumentar a resiliência econômica e a segurança internacional, fortalecendo as cadeias de suprimentos e a infraestrutura.

Os líderes do G7 disseram a Zelenskyy que fornecerão à Ucrânia toda a ajuda financeira e militar necessária. Zelenskyy expressou gratidão pelo apoio que foi dado pelo G7.

Enquanto isso, Zelenskyy se reuniu com o presidente dos EUA, Joe Biden, no domingo (21). Biden aproveitou a ocasião para anunciar um novo pacote de ajuda militar. Ele disse que o pacote incluirá munição, artilharia e veículos blindados. Zelenskyy disse que aprecia muito o apoio dos EUA.