8 C
Kóka
terça-feira, 2024/04/23  3:22
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Grupo Sushiro não aceita pedido de desculpas de cliente que lambeu bico de garrafa de shoyu

Akindo Sushiro, que opera a rede de sushi Sushiro, informou que havia identificado a loja onde um vídeo perturbador, de um jovem lambendo o bico da garrafa de shoyu, que viralizou na internet. O restaurante fica na província de Gifu.

Grupo Sushiro não aceita pedido de desculpas de cliente que lambeu bico de garrafa de shoyu

Akindo Sushiro, que opera a rede de sushi Sushiro, informou que havia identificado a loja onde um vídeo perturbador, de um jovem lambendo o bico da garrafa de shoyu, que viralizou na internet. O restaurante fica na província de Gifu.

O vídeo, de cerca de 50 segundos, foi compartilhado no Twitter em 29 de janeiro. O vídeo mostra um jovem lambendo o bico de uma garrafa de shoyu que fica em cima da mesa, um copo de chá não utilizado e passou o dedo com saliva em um sushi na esteira.

Em resposta ao vídeo todos os copos de chá do restaurante foram higienizados e todas as garrafas de shoyu trocadas.

O jovem e seu guardião pediram desculpas, mas o Grupo Sushiro recusou.

A companhia está preparando um processo civil por perdas e danos. A pessoa encarregada do caso disse com indignação: “isto é um ato imperdoável, que está causando preocupações entre os clientes e a sociedade.”

Desde de janeiro, uma série de vídeos com comportamento perturbador, em restaurantes de sushi, estão sendo confirmados.

Em um restaurante Hamazushi, um vídeo de um cliente colocando wasabi em cima do sushi encomendado por outro cliente se tornou viral.

A pessoa que foi filmada foi pedir desculpas, mas a empresa apresentou um relatório de danos à polícia.

A rede Kura Sushi está consultando a polícia sobre como responder à propagação de um vídeo, que se acredita ter sido filmado há quatro anos.

Yohei Shimizu, advogado especializado em problemas on-line, comentou sobre a série de atos perturbadores: “Existe a possibilidade de que eles sejam acusados de obstrução de negócios e destruição de propriedade. Uma grande quantidade de danos e indenizações pode ser exigida, e uma ação legal terá um certo efeito em dissuadir o comportamento incômodo”, disse ele.

Após o vídeo tornar-se viral, os preços das ações da FOOD & LIFE COMPANIES, a empresa controladora da Sushiro, despencou.

Muitos clientes estavam dúvidas sobre higiene e segurança e se recusaram a comer no Sushiro, fazendo com que o valor de mercado da empresa controladora da Sushiro perdesse mais de 16 bilhões de ienes.

O Sushiro tem 19 filiais em Hong Kong e 2 novas filiais em San Po Kong e Sha Tin estão em reforma.