Turistas estrangeiros em Kyoto são lembrados de etiqueta através de smartphones

Image © (Turistas estrangeiros em Kyoto estão sendo lembrados de etiqueta através de seus smartphones, em um projeto piloto que começa nesta segunda-feira (30) / Reprodução / via Kyodo) Sep/2019

Turistas estrangeiros em Kyoto são lembrados de etiqueta através de smartphones

Os turistas estrangeiros, em um ponto turístico popular em Kyoto, estão sendo lembrados da etiqueta através de seus smartphones, em um projeto piloto que começou nesta segunda-feira (30), depois que os moradores locais reclamaram de seu comportamento, como tirar fotos de gueixas e suas aprendizes maiko sem permissão.

O teste foi realizado em torno da rua “Hanamikoji”, no distrito de Gion, em Kyoto, onde casas de chá e outros edifícios históricos estão agrupados. Os visitantes que instalaram um aplicativo de informações turísticas ou portam dispositivos móveis alugados em hotéis e pousadas receberam, automaticamente, informações sobre os costumes locais em inglês e chinês.

Os turistas também foram solicitados a não entrar em propriedades privadas quando se aproximavam do distrito designado.

O projeto, que será executado até 8 de dezembro, foi lançado pelo Ministério da Terra, Infraestrutura, Transportes e Turismo, em cooperação com o governo da cidade de Kyoto, depois que os moradores locais pediram ao município, em março, para lembrar os turistas de boas maneiras.

O ministério e a prefeitura avaliarão os efeitos do projeto na melhoria das boas maneiras dos turistas através de imagens de câmeras instaladas nas ruas e de uma pesquisa dirigida aos moradores locais.

Em uma pesquisa por questionário sobre o comportamento dos turistas, que cobriu um grupo de moradores locais, bares e restaurantes, em agosto e setembro do ano passado, os membros relataram ver os visitantes “sentados e deitados nas ruas para tirar fotos” e “estrangeiros perseguindo maiko com câmeras em suas mãos entrando em uma loja”.

A entrada não autorizada em suas casas, bem como danos materiais, também foi citada pelos moradores na pesquisa. Tais atos perturbadores por parte de um número crescente de visitantes têm sido frequentemente observados desde cerca de cinco anos atrás, de acordo com o grupo.

Enquanto o projeto está em andamento, o pessoal que fala línguas estrangeiras patrulhará a área e lembrará aos turistas de etiqueta, se virem comportamento desrespeitoso. Cartazes também estão sendo colocados para aumentar a conscientização.

“Gostaríamos de estudar quais medidas são eficazes para lidar com os problemas decorrentes das diferenças de costumes”, disse um funcionário do governo da cidade de Kyoto.