28 C
Kóka
sábado, 2024/07/20  9:25
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Polícia japonesa reforça proteção a autoridades após Abe

Medidas de segurança são intensificadas dois anos após atentado.

Tóquio, Japão, 08 de julho de 2024 – Agência de Notícias Kyodo – Dois anos após o assassinato do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, a polícia japonesa implementou mudanças significativas em seus protocolos de segurança para autoridades. O trágico incidente, ocorrido durante um comício eleitoral na cidade de Nara, levou a Agência Nacional de Polícia a reestruturar drasticamente sua política de proteção a dignitários.

Desde agosto de 2022, a agência passou a exigir que as polícias provinciais submetam seus planos de segurança para análise prévia. Até junho de 2024, cerca de 6.300 planos foram recebidos, dos quais 75% (aproximadamente 4.800) sofreram revisões.

As alterações incluíram ajustes no número de oficiais envolvidos, seu posicionamento e procedimentos de evacuação para autoridades e público. Além disso, houve um aumento no contingente de pessoal responsável pela proteção VIP em todo o país, especialmente após o incidente envolvendo o primeiro-ministro Fumio Kishida em Wakayama, em abril de 2023.

A polícia também intensificou a cooperação com organizadores de eventos, implementando medidas como inspeções de bagagem, uso de detectores de metais e garantia de distância adequada entre autoridades e público.

Um mês após o atentado contra Abe, a agência divulgou os resultados de sua investigação sobre o esquema de segurança do dia do incidente. O relatório apontou falhas na proteção traseira do ex-primeiro-ministro e criticou o plano de segurança local por seguir práticas passadas sem considerar novos riscos.

Estas mudanças refletem o compromisso das autoridades japonesas em aprimorar a segurança de figuras públicas, buscando prevenir futuros incidentes e restaurar a confiança da população na eficácia dos protocolos de proteção.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)