28 C
Kóka
sábado, 2024/07/20  9:23
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Japão exige ação dos EUA contra abusos de militares

Governo japonês pede medidas após casos em Okinawa.

Tóquio, Japão, 06 de julho de 2024 – Agência de Notícias Kyodo O governo japonês anunciou nesta sexta-feira (5) que exigirá das Forças Armadas dos Estados Unidos no Japão medidas efetivas para prevenir casos de agressão sexual envolvendo seu pessoal contra cidadãos japoneses. A declaração foi feita pelo Secretário-Chefe do Gabinete, Hayashi Yoshimasa, em resposta a uma série de incidentes recentes na Prefeitura de Okinawa, no sul do país.

O caso mais recente ocorreu na quinta-feira (4), quando um membro do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA foi preso pela polícia local sob suspeita de tocar os seios de uma mulher. Segundo a polícia, o suspeito negou as acusações.

“É extremamente lamentável que tais casos envolvendo membros militares dos EUA continuem ocorrendo”, afirmou Hayashi em coletiva de imprensa. Ele acrescentou que o Ministério da Defesa já solicitou às forças americanas que tomem medidas rigorosas para prevenir a recorrência desses incidentes.

O Dr. Hiroshi Tanaka, especialista em relações Japão-EUA da Universidade de Tóquio, comentou: “Esses incidentes repetidos colocam uma pressão significativa sobre a aliança Japão-EUA, especialmente em Okinawa, onde a presença militar americana é mais concentrada.”

Recentemente, foi revelado que o governo japonês falhou em notificar prontamente o público e o governo prefeitural sobre os incidentes. Hayashi informou que as agências governamentais relevantes estão discutindo maneiras de aliviar a ansiedade dos residentes locais e indicou que o governo pode anunciar em breve medidas para melhorar o compartilhamento de informações com os municípios.

A Dra. Yuki Watanabe, analista política da Universidade de Okinawa, observou: “A falta de transparência na comunicação desses incidentes tem exacerbado as tensões entre a comunidade local e as bases militares dos EUA. É crucial que o governo japonês melhore seus protocolos de comunicação.”

O governo japonês enfatiza que usará todas as oportunidades possíveis para garantir que medidas efetivas sejam implementadas. Esta situação destaca os desafios contínuos na gestão da presença militar dos EUA no Japão, particularmente em Okinawa, onde a concentração de bases americanas tem sido uma fonte de tensão há décadas.

As autoridades japonesas esperam que essa abordagem mais assertiva leve a uma redução significativa nos incidentes e a uma melhoria nas relações entre as comunidades locais e as forças militares dos EUA. O desenvolvimento desta situação será acompanhado de perto tanto pela comunidade local quanto pelos observadores internacionais, dada sua importância para as relações Japão-EUA e a segurança regional.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)