24.2 C
Kóka
quinta-feira, 2024/07/18  10:05
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Oficiais das IDF trocam acusações por má gestão de documento de inteligência

Documento detalhando planos de ataque do Hamas causa embaraço e investigação.

Tel Aviv, Israel, 20 de junho de 2024 (Agência de Notícias Jerusalem Post) – Oficiais das Forças de Defesa de Israel (IDF) e da Unidade 8200 estão se culpando mutuamente pela má gestão de um documento de inteligência que detalhava os planos de ataque do Hamas. O incidente causou embaraço significativo e levou a uma investigação sobre falhas de segurança.

Detalhes do documento
O documento, intitulado “Treinamento Detalhado de Ataque de Ponta a Ponta”, foi distribuído em 19 de setembro de 2023 pela Unidade 8200. Ele descrevia em detalhes uma série de exercícios conduzidos pelas unidades de elite do Hamas, incluindo invasões a postos militares e kibutzim, sequestro de soldados e civis, e manutenção dos reféns na Faixa de Gaza.

Falhas na distribuição
Segundo fontes dentro das IDF, a Unidade 8200 falhou em tirar conclusões claras do documento e não o distribuiu aos oficiais de mais alta patente. Em vez disso, o documento foi descoberto em 1º de outubro por um oficial de inteligência na Divisão de Gaza, que reconheceu sua importância, mas não o escalou para os comandantes seniores, optando por informar oficiais de menor patente.

Repercussões e investigação
A má gestão do documento levou a um embaraço significativo e a uma falta de responsabilização dentro das IDF e da Unidade 8200. Fontes de segurança informaram à Kan News que o documento era conhecido pela liderança de inteligência, pelo menos na Divisão de Gaza, contradizendo alegações anteriores de ignorância.

Um relatório anterior da Kan News revelou que as IDF tinham conhecimento detalhado das intenções do Hamas semanas antes do massacre de 7 de outubro. O documento, que delineava planos para um ataque em grande escala e sequestro, era conhecido por oficiais de inteligência, mas não foi devidamente acionado. Essa falha em antecipar e prevenir o ataque resultou em baixas significativas e reféns.

Resposta oficial
O porta-voz das IDF respondeu à controvérsia atual, afirmando: “O evento está sendo investigado como parte dos eventos de 7 de outubro e o que os precedeu.” A equipe de investigação do estado-maior geral deve apresentar as conclusões iniciais dessa falha ao Chefe do Estado-Maior nas próximas semanas.

A investigação em andamento visa abordar como uma falha de segurança tão grave poderia ocorrer, apesar do conhecimento detalhado prévio dos planos do Hamas. A resposta a este incidente será crucial para restaurar a confiança nas capacidades de inteligência de Israel e garantir a proteção contra ameaças futuras.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)