26.1 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  12:22
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Prejudicadas operações de resgate após inundações no Afeganistão

Inundações devastadoras deixam centenas de mortos e feridos, dificultando operações humanitárias no país.

Afeganistão – 15 de maio de 2024 – No Afeganistão, pelo menos 180 pessoas morreram nas inundações maciças da semana passada. Um oficial de uma organização local de ajuda em desastres diz que as operações de resgate têm sido prejudicadas pelas consequências.

Chuvas torrenciais atingiram as províncias do norte de Baghlan e Takhar na sexta-feira (10), desencadeando inundações devastadoras. Uma agência humanitária da ONU diz que mais de 240 pessoas ficaram feridas.

Enquanto as operações de resgate e ajuda estão em urgente necessidade, Fazalhaq Maqsoodyar, porta-voz assistente da Sociedade do Crescente Vermelho Afegão, falou à NHK sobre as dificuldades que impactam os esforços humanitários.

Ele diz que estradas que levam a aldeias severamente danificadas foram fechadas, impedindo que os socorristas as acessem.

Ele também detalhou as dificuldades com as quais os sobreviventes estão lidando. Ele diz que as inundações levaram embora casas e as pessoas estão vivendo ao relento.

Eles também estão lidando com a falta de água potável. Preocupações estão crescendo com a propagação de doenças transmitidas pela água, incluindo infecções de pele e diarreia, na área.

O porta-voz pede à comunidade internacional que forneça apoio alimentar e de abrigo para ajudar os afetados a reconstruir suas vidas.