27 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  12:52
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Danos em cabo podem ter causado corte de energia na usina nuclear de Fukushima Daiichi

Parcial queda de energia na usina nuclear de Fukushima Daiichi interrompe liberação de água tratada no oceano.

Fukushima, Japão – 25 de abril de 2024 – Uma parcial queda de energia na danificada usina nuclear de Fukushima Daiichi, no nordeste do Japão, interrompeu a liberação de água tratada e diluída no oceano por cerca de seis horas e meia.

A operadora da usina, Tokyo Electric Power Company – TEPCO, informou que um dos sistemas de fornecimento de eletricidade para a usina parou às 10h43 de quarta-feira.

A empresa afirma que a segurança de áreas críticas da usina foi garantida ao obter energia de outras linhas. Isso inclui o resfriamento de combustível nuclear gasto e detritos de combustível nuclear em reatores danificados.

A companhia também afirma que não houve irregularidades nos dados dos postos de monitoramento de radiação.

A energia foi restaurada pouco depois das 16h.

Mas a perda de energia levou a uma parada automática na liberação de água tratada e diluída da usina para o mar até as 17h16.

Além disso, um prédio onde funcionários monitoram o trabalho de descomissionamento ficou sem energia pouco depois do problema, e novamente por cerca de 20 minutos algumas horas depois.

A usina de Fukushima Daiichi sofreu um triplo derretimento no terremoto e tsunami de 2011.

A água usada para resfriar o combustível fundido tem se misturado com chuva e água subterrânea. A água acumulada é tratada para remover a maioria das substâncias radioativas, mas ainda contém trítio. A água tratada está sendo armazenada em tanques nas instalações da usina.

Antes de liberar a água tratada no mar, a Tokyo Electric a dilui para reduzir os níveis de trítio para cerca de um sétimo do nível de orientação da Organização Mundial da Saúde para água potável.

A empresa diz que, por volta do horário da queda de energia, um trabalhador que estava perfurando perto de um cabo de energia foi levado ao hospital com queimaduras no rosto e no braço direito. A vida do trabalhador não está em perigo.

A empresa diz que o cabo de energia pode ter sido danificado acidentalmente durante o trabalho de perfuração.