5.7 C
Kóka
quinta-feira, 2024/04/25  6:20
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Coreia do Sul impõe sanções a navios e indivíduos russos por ajudarem a Coreia do Norte

Coreia do Sul toma medidas contra a Rússia por supostamente ajudar a Coreia do Norte a fortalecer seu poder militar.

Seul, Coreia do Sul, 2 de abril de 2024 (Jornal Sul-Coreano) – A Coreia do Sul impôs suas próprias sanções contra a Rússia por ajudar a Coreia do Norte de maneiras que podem ajudá-la a fortalecer seu poder militar.

O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul anunciou que dois navios russos, duas organizações e dois indivíduos representando essas organizações estão sujeitos às sanções.

O ministério disse que os navios estavam envolvidos no transporte de suprimentos militares entre a Rússia e a Coreia do Norte, em violação às resoluções do Conselho de Segurança da ONU. Os navios agora estão proibidos de entrar em portos sul-coreanos sem permissão.

As duas organizações e seus representantes são acusados de ajudar trabalhadores de TI norte-coreanos a entrar na Rússia, fornecendo documentos, por exemplo. Eles são suspeitos de ajudar esses trabalhadores a ganhar moeda estrangeira para os programas nucleares e de mísseis de Pyongyang. Sob as sanções, as empresas e indivíduos enfrentam limitações em transações monetárias na Coreia do Sul.

Seul exige que a Rússia pare imediatamente com quaisquer relações ilegais com o Norte, incluindo cooperação militar. O Ministério das Relações Exteriores disse que tal cooperação ameaça seriamente a paz e a estabilidade além da Península Coreana e ao redor do mundo.

Também disse que Seul considerará sanções adicionais se necessário, citando uma possível ameaça à segurança nacional.

As sanções ocorrem à medida que Moscou aparenta estar tentando fortalecer os laços com a Coreia do Norte. O chefe da agência de inteligência estrangeira da Rússia visitou Pyongyang em março. O lado russo também indicou que o presidente Vladimir Putin pode fazer uma visita.