5.7 C
Kóka
quinta-feira, 2024/04/25  7:28
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Jovens de Myanmar ressentem-se do serviço militar obrigatório

Anúncio de recrutamento militar provoca reações negativas entre os jovens em Myanmar, enquanto o país enfrenta uma crise política.

Naypyitaw, Myanmar, 30 de março de 2024 (NHK) – Os meios de comunicação estatais de Myanmar relatam que o exército do país começou a convocar novos recrutas.

Em fevereiro, o exército anunciou que começaria a convocar cidadãos com 18 anos ou mais, a partir de meados de abril.

O exército, que controla o país desde o golpe de 2021, enfrenta uma escassez de soldados enquanto tenta conter uma revolta das forças pró-democracia e organizações armadas étnicas.

A emissora estatal informou na sexta-feira (29), que 184 jovens que se candidataram voluntariamente para o serviço militar foram convocados para se registrar na capital, Naypyitaw.

Não foi feito nenhum anúncio oficial sobre quando a conscrição planejada começaria. Durante um desfile militar na quarta-feira (27), um porta-voz disse que o primeiro grupo de recrutas seria escolhido entre os voluntários.

Mídias locais independentes criticaram os oficiais militares por realizar visitas domiciliares para recrutar jovens à força na maior cidade do país, Yangon, e em outros lugares.

Desde o anúncio da conscrição, jovens de Myanmar têm fugido para a vizinha Tailândia ou se juntado às forças pró-democracia.

Analistas afirmam que a junta deveria ter executado o plano de conscrição mais cedo do que inicialmente agendado.