12 C
Kóka
sexta-feira, 2024/03/01  7:41
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Problemas em válvulas possivelmente causou vazamento de água não tratada na usina nuclear de Fukushima

Tokyo Electric Power Company investiga a possibilidade de vazamento de água não tratada devido à negligência no fechamento de válvulas.

Tóquio, Japão – 9 de fevereiro de 2024 – A Tokyo Electric Power Company (TEPCO) está investigando a possibilidade de que o vazamento de água não tratada de um dispositivo de filtragem na usina nuclear de Fukushima Daiichi tenha sido causado porque os trabalhadores podem ter esquecido de fechar algumas das válvulas.

A empresa, conhecida como TEPCO, afirmou anteriormente que cerca de 5,5 toneladas de água contendo substâncias radioativas vazaram para o ambiente através de um respiradouro externo do dispositivo de filtragem na manhã de quarta-feira (7). O vazamento ocorreu enquanto os trabalhadores estavam lavando o interior dos tubos instalados no dispositivo de filtragem.

A água vazada continha cerca de 22 bilhões de becqueréis de césio-137 e outras substâncias que emitem raios gama. A figura ultrapassa em muito o mínimo de 100 milhões de becqueréis, que é o nível padrão para relatar ao governo.

A TEPCO explicou na quinta-feira (8), que os tubos que os trabalhadores estavam lavando quando ocorreu o vazamento possuem 16 válvulas operadas manualmente. A empresa afirmou que essas válvulas são abertas durante o trabalho e são fechadas manualmente após a conclusão do trabalho, mas 10 delas foram deixadas abertas, resultando no vazamento.

A empresa disse que está investigando a possibilidade de os trabalhadores terem esquecido erroneamente de fechar as válvulas.

Na tarde de quinta-feira, a TEPCO começou a trabalhar para remover o solo fora da usina onde a água vazada acredita-se ter se infiltrado.

A Província de Fukushima disse que o vazamento de água não tratada é extremamente lamentável. O chefe de sua seção de gerenciamento de crises, Watanabe Jin, convocou o chefe da usina, Taminami Tatsuya, na quinta-feira.

Watanabe solicitou que a TEPCO realize uma investigação rigorosa para garantir que nunca mais ocorra um acidente como este no futuro. Ele também instou a empresa a manter os moradores locais bem informados sobre os impactos ambientais e o que planeja fazer para evitar uma recorrência.

Taminami disse que a TEPCO está levando o vazamento extremamente a sério. Ele disse que a empresa analisará o que levou ao problema e tomará medidas rigorosas para garantir que nunca mais ocorra um vazamento como este.