12 C
Kóka
sexta-feira, 2024/03/01  6:15
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Primeiro ministro de Israel se compromete em avançar com ofensiva terrestre em Rafah

Netanyahu destaca a determinação de seu governo em lançar um ataque terrestre em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, citando um reduto do Hamas na cidade.

Jerusalém, Israel – 12 de fevereiro de 2024 – O Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, enfatizou que seu governo lançará um ataque terrestre em Rafah, no sul da Faixa de Gaza. O exército israelense afirma que a cidade abriga um reduto do grupo terrorista Hamas.

Em uma entrevista à ABC News, Netanyahu chamou Rafah de “o último bastião” e afirmou que Israel “vai fazer isso”. Ele argumentou que defender que as forças israelenses não devem entrar em Rafah é basicamente dizer “perder a guerra”.

No entanto, Netanyahu também prometeu fornecer o que chamou de “passagem segura” para civis. Na sexta-feira (9), ele instruiu o exército israelense a se preparar para evacuar civis de Rafah antes da ofensiva terrestre.

A cidade é lar de mais de um milhão de pessoas, depois que os moradores fugiram de áreas no norte e centro da Faixa de Gaza.

As preocupações internacionais aumentam à medida que o número de vítimas civis deve aumentar se as forças israelenses intensificarem seus ataques em Rafah.

A mídia palestina relatou no domingo que um ataque aéreo israelense nos arredores de Rafah deixou 25 pessoas mortas.

O Hamas afirma que 28.176 pessoas foram mortas no enclave desde o início dos confrontos entre as forças israelenses e terroristas palestinos em outubro passado.