8 C
Kóka
terça-feira, 2024/04/23  3:46
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Funcionária de pub feminino é presa por suspeita de forçar cliente à prostituição

Polícia de Tóquio detém funcionária em Kabukicho, Shinjuku, acusada de coagir uma cliente a se prostituir para quitar dívida.

Tóquio, Japão – 7 de fevereiro de 2024 – A polícia de Tóquio prendeu uma funcionária de um pub no distrito de Kabukicho, em Shinjuku, sob suspeita de forçar uma cliente à prostituição para saldar uma dívida pendente.

Os policiais afirmam que Katsumata Yuna, de 23 anos, agrediu uma cliente da mesma idade e a ameaçou em dezembro do ano passado.

Segundo as autoridades, Katsumata trabalhava no pub, onde se vestia como homem e atendia clientes femininas em busca de companhia masculina.

Ela teria feito a vítima pedir champanhe caro e cobrado 3 milhões de ienes, ou mais de 20.000 dólares, por noite.

Fontes afirmam que Katsumata disse à mulher para ganhar dinheiro se prostituindo. Ela teria forçado a mulher a se prostituir no distrito de Kabukicho e a enviado para sex shops em todo o país. A mulher teria sido forçada a se prostituir por cerca de seis meses.

A suspeita teria embolsado quase todo os 3,5 milhões de ienes, ou cerca de 23.500 dólares, que a mulher ganhou.

Katsumata teria negado a acusação de agressão à mulher, mas admitiu ter incentivado a transferência do dinheiro.

Tentativas de recuperar dinheiro devidos muitas vezes resultam em problemas entre clientes e clubes noturnos ou outros estabelecimentos em Kabukicho.

Em muitos casos, mulheres que não podem pagar são forçadas à prostituição. A polícia tem intensificado a repressão à prática.