24 C
Kóka
sexta-feira, 2024/06/21  5:34
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Ex-presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, encontra-se com o chefe de assuntos da China em Taiwan

O ex-presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, reafirmou que Taiwan e a China devem manter a opinião de que ambos pertencem a "uma só China".

Ex-presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, encontra-se com o chefe de assuntos da China em Taiwan

O ex-presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, reafirmou que Taiwan e a China devem manter a opinião de que ambos pertencem a “uma só China”.

Ma reuniu-se com Song Tao, o diretor do Gabinete de Assuntos de Taiwan, do Conselho de Estado da China, na cidade de Wuhan, na província de Hubei, no interior da China, na quinta-feira.

A agência estatal chinesa, Xinhua News Agency, diz que Song falou a Ma que as pessoas de ambos os lados do Estreito de Taiwan fazem parte de uma família.

Song enfatizou que a China se opõe resolutamente ao que ele chamou de “independência de Taiwan”, atividades separatistas e interferência de forças externas.

Ma disse que as pessoas de ambos os lados pertencem à mesma nação chinesa. Ele disse que os dois lados devem manter o intercâmbio, cooperar e fazer todo o possível para evitar guerras e conflitos.

Ma, membro do maior partido de oposição de Taiwan, o Kuomintang, foi presidente de 2008 a 2016. Ele se encontrou com o presidente chinês Xi Jinping em Cingapura em 2015, quando eles afirmaram o “Consenso de 1992”.

O Consenso se refere ao que é descrito como uma confirmação entre o Kuomintang e a China de que existe “uma só China”. O Kuomintang estava no poder quando o Consenso se formou.

Os analistas dizem que Ma está procurando demonstrar aos eleitores, antes das eleições presidenciais de Taiwan, em janeiro próximo, que o Kuomintang tem o ouvido da China.

A reunião de Ma com Song ocorre quando a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, está parando a caminho da Guatemala e Belize, duas nações centro-americanas com laços diplomáticos com Taiwan.

Ela deve parar nos EUA na próxima semana, para se encontrar com o Presidente da Câmara, Kevin McCarthy, antes de retornar a Taiwan.