OKA_01Já da janela do avião, Okinawa é de tirar o fôlego. Com praias cristalinas e hotéis luxuosos, a região chama a atenção pela beleza simples e natural

Naha, a maior cidade na principal ilha de Okinawa, tem um ar de antigüidade contrastada com os seus hotéis modernos. De um lado da ilha, lojas animadas vendem biquínis e sorvetes, enquanto o outro lado da ilha é conhecido por vender produtos exóticos. Ruazinhas com ambulantes vendendo produtos locais e pequenos bares criam um clima amistoso por suas ruas. Os pratos típicos da ilha vários desde às comidas fortes aos doces, passando pelos frutos do mar.

Em Naha, aproveite um dia para explorar Nanbu, na parte sudeste da ilha principal. Em 1945, este foi o local da batalha final contra os EUA, onde três pessoas de Okinawa foram mortas por americanos. O antigo abrigo da marinha japonesa que era usado como esconderijo, local próximo ao de muitas batalhas, foi transformado em um memorial, onde ironicamente a inocência dos céus brilhantes tenta apagar o passado de guerras.

okinawa-world

Há muito tempo atrás, Okinawa, que era chamada de Ryukyu, era um pequeno reinado. Sua população trabalhava explorando a natureza e sem usar armas. Eles cruzavam o mar carregando os tecidos da ilha e regressavam trazendo o melhor da cerâmica e da medicina chinesa, além de pimenta e perfumes do sudeste asiático. Uma dinastia foi estabelecida no século 15 no castelo de Shuri, mas este castelo foi destruído totalmente durante a Segunda Guerra Mundial. Algumas exibições deste período ainda podem ser vistas nas ruas da cidade.

Através dos tempos, a cultura de Okinawa teve influências da China e dos EUA. Seus festivais típicos que abrangem vários tipos de artes são respeitados por todo o país. Uma rica tradição cerâmica começou há 400 anos, quando os artigos de vidro apresentavam uma inovação: reciclar garrafas de refrigerantes.

PUBLISHED by catsmob.com

Hoje, a região central da ilha é cheia de hotéis de luxo e parques sofisticados. A recreação marítima também atrai os visitantes. Praias de areias brancas e passeios à beira-mar próximo às bases americanas dão uma maior noção da cultura americana. Restaurantes com pratos americanos também apresentam uma maior variedade ao turista. Em Yomitan, artesãos buscam fazer porcelanas perfeitas, representando grande parcela da beleza dos tecidos da cidade. Na parte norte, você pode encontrar a região mais calma de toda a ilha. A beleza das plantações de abacaxi em Kunigami encanta os amantes da natureza e a montanhas de Yanbaru são um convite para os alpinistas.

Principais pontos

Mas como você escolherá os melhores lugares a serem visitados? Existem mais de 160 ilhas no arquipélago, a maioria não é habitada. Próxima à ilha principal, estão as Ilhas Kerama, lugar onde as baleias costumam brincar entre janeiro e abril. A oeste está localizada a ilha Kume, o lugar perfeito para mergulhar, andar de jet-ski e praticar o windsurf. Lendas dizem que os bens estão escondidos nas ilhas espirituais de Izena, Iheya e Kudaka. Algumas ilhas são bem conhecidas pela sua vida selvagem; outras pelo aspecto calmo. Cada ilha tem o seu toque especial, mas todas as casas são protegidas pelo boneco do leão de Okinawa.

Indo em direção ao sul, cerca de uma hora de avião ou doze horas de trem, passando por um caminho cheio de golfinhos, você encontrará as ilhas afastadas de Okinawa. As Ilhas Miyako são consideradas um paraíso aos mergulhadores devido às suas águas cristalinas e cavernas aquáticas. Muitos irão querer ir até a ilha de Ishigaki, que faz parte da Baía de Kabira. Estradas de areias brancas e detalhes ilustres contrastam com as paredes negras. Todos pedaços da praia de Hoshizuna traz felicidade. Você pode conhecer melhor o povo de Okinawa que dormir numa pensão onde habitantes e nativos se unem à noite para cantar músicas locais, mantendo a cultura cada vez mais viva.

As Ilhas Yaeyama são de grande importância, pois são um dos únicos lugares de clima subtropical do Japão. Lá você pode encontrar lobos e veados. As águas que rodeiam a ilha parecem ser aquecidas artificialmente as colinas ao fundo tornam a paisagem ainda mais bela. As formações rochosas submersas de Yonaguni parecem uma metrópole aquática. As ilhas de Yaeyama são a última fronteira do Japão entre a paz e a beleza natural.

Sem dúvidas, Okinawa é realmente uma parte do Japão que tem um ar natural, onde o tempo parece que nunca passa, com ilhas belas e exóticas. De fato, os deuses ainda continuam abençoando esta terra.

nippobrasil.com.br