32.8 C
Kōnan
sábado, 15 de agosto de 2020

Cidadão americano incluído na lista de procurados de Hong Kong

Um ativista pró-democracia da lista de procurados da polícia de Hong Kong identificou-se como um cidadão americano vivendo nos Estados Unidos.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Residentes de Tóquio oram pelas vítimas de ataques aéreos dos EUA em 1945

Residentes de Tóquio oram pelas vítimas de ataques aéreos dos EUA em 1945 Moradores de um bairro de Tóquio lamentaram pelas pessoas que morreram em...

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA O presidente dos EUA, Donald Trump, emitiu uma ordem executiva dirigida a uma empresa chinesa...

Sucesso a inauguração do Sandubas de Kosei

Sucesso a inauguração do Sandubas de Kosei Sucesso total a inauguração da hamburgueria Sandubas em Konan, província de Shiga, nesta sexta-feira (14). Com a presença em...

Tóquio confirma 385 novos casos de infecção por coronavírus chinês

Tóquio confirma 385 novos casos de infecção por coronavírus chinês O Governo Metropolitano de Tóquio confirma 385 novos casos de coronavírus chinês neste sábado (15). A...

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã O Conselho de Segurança das Nações Unidas rejeitou...

Cidadão americano incluído na lista de procurados de Hong Kong

Um ativista pró-democracia da lista de procurados da polícia de Hong Kong identificou-se como um cidadão americano vivendo nos Estados Unidos.

A mídia de Hong Kong informou, nesta sexta-feira (31), que Samuel Chu e outros cinco ativistas do território, que agora vivem na Grã-Bretanha, nos EUA e em outros lugares, foram colocados na lista de procurados sob a acusação de violar a lei de segurança nacional de Hong Kong.

Chu divulgou um comentário no Twitter que ele reside nos EUA há 25 anos. Ele escreveu: “a polícia de Hong Kong tem como alvo um cidadão americano por fazer lobby junto ao meu próprio governo. Eu posso ser o primeiro cidadão não chinês a ser perseguido.”

Ele disse que, sendo alvo, qualquer americano e qualquer cidadão de qualquer nação que fale por Hong Kong pode e será também.

Chu lançou um grupo cívico nos Estados Unidos, no ano passado, e tem feito lobby junto ao governo dos EUA para impor sanções à China.

Ele diz ter tomado conhecimento da lista de procurados através de reportagens da mídia. Não se sabe por qual das suas atividades o incluiu na lista.

A lei de segurança nacional de Hong Kong inclui até mesmo atividades de outras pessoas, além de seus residentes no exterior.

Analistas dizem que o governo dos EUA poderia reagir mais ainda contra a China por causa do caso de Chu.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA O presidente dos EUA, Donald Trump, emitiu uma ordem executiva dirigida a uma empresa chinesa...

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã O Conselho de Segurança das Nações Unidas rejeitou...

Palestinos se opõem ao acordo Israel-Emirados Árabes Unidos

Palestinos se opõem ao acordo Israel-Emirados Árabes Unidos As pessoas em torno do Oriente Médio estão mostrando reações mistas sobre o acordo entre Israel e...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Noturnall lançou o DVD “Made In Russia”

0
Noturnall lançou o DVD “Made In Russia” Ao lado da banda norte-americana Disturbed, o Noturnall fez três shows em Moscou, Yakateremburgo e São Petesburgo há...
Translate »