Universidade japonesa descobre mais de 140 linhas de Nazca

A equipe de uma universidade japonesa, pesquisando linhas de Nazca no Peru, descobriu mais 143 geoglifos.

Image © (Geoglifos na planície de Nasca, Peru / Reprodução / via Springer link) Nov/2019

Universidade japonesa descobre mais de 140 linhas de Nazca

A equipe de uma universidade japonesa, pesquisando linhas de Nazca no Peru, descobriu mais 143 geoglifos.

O grupo de pesquisa da Universidade Yamagata, liderado pelo professor Masato Sakai, anunciou os resultados ne sexta-feira (15).

A equipe estava procurando por Linhas de Nazca ao longo de ruas estreitas por três anos, até o verão passado.

As linhas retratam humanos, aves e animais de quatro patas, como gatos. O tamanho varia de cinco metros até 100 metros. Acredita-se que tenham sido criados entre 100 a.C. e 300 d.C.

Os pesquisadores dizem que usaram tecnologia de inteligência artificial desenvolvida por uma empresa de TI para analisar os dados.

A abordagem levou a uma descoberta de uma figura humana com três decorações de cabeça. Dizem que é o primeiro caso em que a IA ajudou a descobrir geoglifos.

Sakai diz que eles descobriram que a IA é uma ferramenta eficiente para esse tipo de pesquisa, acrescentando que eles querem criar um mapa de distribuição das Linhas Nazca e vai analisar porque essas linhas foram criadas, enquanto ajudam a preservar essa herança cultural.