26.1 C
Kōnan
sexta-feira, 5 de junho de 2020

Coreia do Sul deporta norte-coreanos suspeitos de assassinato em massa

A Coreia do Sul expulsou dois pescadores suspeitos de terem assassinado 16 pessoas num barco de pesca norte-coreano no Mar do Japão.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Japão proíbe a entrada de mais 18 países

Japão proíbe a entrada de mais 18 países O Japão pretende proibir a entrada de cidadãos estrangeiros de outros 18 países na luta contra a...

Vivendo no Japão em meio à crise do coronavírus chinês: se estiver tendo problemas com visto ou sofrendo discriminação

Vivendo no Japão em meio à crise do coronavírus chinês: se estiver tendo problemas com visto ou sofrendo discriminação Aos estrangeiro residentes no Japão durante...

Evento da contagem regressiva das Olimpíadas de Tóquio a ser cancelado

Evento da contagem regressiva das Olimpíadas de Tóquio a ser cancelado A comissão organizadora das Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio cancelarão a contagem regressiva de...

Gastos domésticos caem 11% no Japão em abril

Gastos domésticos caem 11% no Japão em abril Os gastos das famílias japonesas, em abril, caíram 11,1% em termos reais em relação ao ano anterior,...

Apple Crisp com aveia e azeite de oliva

Apple Crisp com aveia e azeite de oliva Apple Crisp é uma sobremesa crocante, saborosa e super simples de fazer. Ingredientes: Para as maçãs: 5 maçãs vermelhas ou...

Coreia do Sul deporta norte-coreanos suspeitos de assassinato em massa

A Coreia do Sul expulsou dois pescadores suspeitos de terem assassinado 16 pessoas num barco de pesca norte-coreano no Mar do Japão.

Funcionários do Ministério da Unificação dizem que os homens, de 20 e poucos anos, foram deportados para a Coreia do Norte nesta quinta-feira (7), após a anuência de Pyongyang, um dia antes, para recebê-los.

É a primeira vez que a Coreia do Sul expulsa norte-coreanos, apesar da sua política de asilo para desertores, após a Guerra da Coreia.

Um porta-voz do ministério disse que a rara decisão foi tomada porque os dois são “criminosos hediondos” que não poderiam ser reconhecidos como refugiados sob a lei internacional, observando que eles poderiam ameaçar a segurança do povo sul-coreano.

Fontes do Ministério dizem que o casal, juntamente com um terceiro pescador, matou o capitão do barco de pesca e seus companheiros no final de outubro.

Investigadores dizem que os dois aceitaram as alegações, e o terceiro suspeito foi preso na Coreia do Norte.

Fontes da inteligência sul-coreana dizem que os homens estavam irritados por terem sido maltratados pelo capitão, em uma expedição de pesca que começou em agosto.

Fontes dizem que os atacantes usaram machados e martelos como armas, mas que a evidência foi encoberta.

Eles também dizem que os corpos das vítimas não foram deixados no navio.

Brasil

Presidente sul-coreano sugere a Trump convidar o Brasil para cúpula do G7

Presidente sul-coreano sugere a Trump convidar o Brasil para cúpula do G7 O presidente sul-coreano, Moon Jae-in aceitou, nesta segunda-feira (1º), o convite do presidente...

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina O governo federal anunciou, nesta terça-feira (2), a participação do Brasil no projeto Acelerador de Vacina...

Covid-19 Brasil: 555.383 casos confirmados, 31.199 morte, 223.638 recuperados e 300.546 em recuperação

Covid-19 Brasil: 555.383 casos confirmados, 31.199 morte, 223.638 recuperados e 300.546 em recuperação O balanço diário divulgado, nesta terça-feira (2), pelo Ministério da Saúde trouxe...

Artigos relacionados

Presidente sul-coreano sugere a Trump convidar o Brasil para cúpula do G7

Presidente sul-coreano sugere a Trump convidar o Brasil para cúpula do G7 O presidente sul-coreano, Moon Jae-in aceitou, nesta segunda-feira (1º), o convite do presidente...

Boris Johnson oferece cidadania britânica para cerca de 3 milhões de cidadãos de Hong Kong

Boris Johnson oferece cidadania britânica para cerca de 3 milhões de cidadãos de Hong Kong Boris Johnson abriu o caminho para o que ele chamou...

Protestos dos EUA continuam sem um final a vista

Protestos dos EUA continuam sem um final a vista Os protestos pela morte de um negro sob custódia policial continuam por todos os Estados Unidos...
Translate »