28 C
Kóka
sábado, 2024/07/20  8:56
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Partido Trabalhista caminha para vitória histórica no Reino Unido

Pesquisas indicam derrota esmagadora dos Conservadores.

Londres, Reino Unido, 04 de julho de 2024 – Agência de Notícias Reuters – O Reino Unido vai às urnas nesta quinta-feira (4) em uma eleição que pode marcar o fim de 14 anos de governo Conservador. Apesar da tendência de direita observada em outros países, as pesquisas indicam uma vitória esmagadora do Partido Trabalhista, liderado por Keir Starmer.

Candidatos em 650 circunscrições disputam um assento na Câmara dos Comuns. O partido que garantir 326 cadeiras governará com maioria absoluta. A projeção final da YouGov sugere que o Partido Trabalhista conquistará uma maioria recorde com 431 assentos, enquanto os Conservadores perderão dois terços de suas cadeiras, ficando com apenas 102.

O Primeiro-Ministro Rishi Sunak, em um último esforço para reverter a situação, declarou em um comício em Hampshire na quarta-feira (3): “Lutaremos por cada voto. Lutaremos pelos nossos valores. E lutaremos pela nossa visão da Grã-Bretanha.” Os Conservadores prometem cortar impostos, proteger pensões e reduzir a imigração, além de destacar a aprovação de uma lei para enviar requerentes de asilo que entram ilegalmente no Reino Unido para Ruanda.

Por outro lado, o líder trabalhista Keir Starmer prometeu trazer estabilidade econômica e melhorar o Serviço Nacional de Saúde, incluindo a redução dos tempos de espera para tratamentos. “Se você quer mudança, precisa votar por ela”, disse ele aos apoiadores em um comício em Worcestershire.

A possível vitória trabalhista representa uma mudança significativa no cenário político britânico. “Esta eleição pode marcar o fim de uma era conservadora e o início de um novo capítulo para o Reino Unido”, comentou a Dra. Emily Thompson, cientista política da Universidade de Oxford.

As pesquisas também sugerem que Sunak pode se tornar o primeiro primeiro-ministro britânico a perder seu próprio assento, o que seria um golpe simbólico para os Conservadores.

Enquanto o país aguarda os resultados, analistas destacam os desafios que o próximo governo enfrentará, incluindo a recuperação econômica pós-Brexit e pós-pandemia, as tensões com a União Europeia e a crescente pressão por um segundo referendo de independência na Escócia.

A votação ocorre em um momento de incerteza global, com conflitos internacionais e desafios econômicos influenciando o debate político. O resultado desta eleição não apenas definirá o futuro do Reino Unido, mas também poderá ter implicações significativas para as relações internacionais e a política europeia.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)