25.6 C
Kóka
quinta-feira, 2024/06/20  5:59
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Macron dissolve Parlamento após direita vencer eleições europeias

Presidente da França reage a vitória do partido de direita Reunião Nacional nas eleições para o Parlamento Europeu.

Paris, França, 10 de junho de 2024 (Agência de Notícias EFE) – O presidente francês Emmanuel Macron dissolveu a Assembleia Nacional na noite deste domingo (9) e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão foi tomada após o anúncio da vitória da extrema direita francesa nas eleições europeias.

Menos de uma hora após a divulgação dos primeiros resultados, que confirmaram a vitória do partido de extrema direita Rassemblement National (RN), Macron fez um pronunciamento na televisão.

“Assinarei o decreto de convocação das eleições legislativas, que serão realizadas em 30 de junho para o primeiro turno e em 7 de julho para o segundo”, declarou o chefe de Estado.

Para Macron, o resultado das eleições europeias “não é bom para os partidos que defendem a Europa”. O RN conquistou quase um terço dos votos e se posiciona bem à frente da aliança centrista do presidente.

O candidato de extrema direita Jordan Bardella obteve entre 31,5% e 32,4% dos votos, segundo estimativas. O resultado é praticamente o dobro do alcançado por Valérie Hayer, candidata do partido de Macron, com cerca de 15,2% dos votos.

“Essa mensagem clara marca a determinação do nosso país ver a União Europeia mudar de orientação”, disse Bardella.

Marine Le Pen, líder do RN, reagiu à dissolução da Assembleia: “Quanto o povo vota, o povo ganha. Estamos prontos a defender os interesses dos franceses e reerguer o país”.

As eleições legislativas antecipadas ocorrerão em um momento de crescente força da direita na França e na Europa, desafiando o establishment político tradicional.