27 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  12:54
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Japão e Paraguai: Mudança unilateral do status quo por meio da força não será tolerada

Primeiro-ministro japonês e presidente paraguaio reforçam compromisso contra tentativas de alteração do equilíbrio por meio de ações unilaterais.

Asunción, Paraguai, 5 de maio de 2024 – O primeiro-ministro japonês, Kishida Fumio, e o presidente do Paraguai, Santiago Pena, confirmaram que tentativas de alteração unilateral do status quo por meio da força não serão toleradas.

Kishida e Pena se encontraram na capital paraguaia, Asunción, na sexta-feira (3). O primeiro-ministro japonês está visitando a América do Sul pela primeira vez desde que assumiu o cargo em 2021.

O encontro ocorre em meio à crescente assertividade da China. O Paraguai é o único país da América do Sul que mantém relações diplomáticas com Taiwan.

Os dois líderes concordaram em trabalhar juntos no desarmamento e na reforma do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Eles confirmaram que suas nações lançarão um programa de cooperação em desenvolvimento espacial que reunirá indústria, governo e academia.

Concordaram também que um pacto para promover o comércio e o investimento precisa ser concluído em breve.

Kishida e Pena também concordaram em examinar como fortalecer as relações econômicas entre o Japão e o bloco econômico sul-americano Mercosul. Os membros do Mercosul incluem Paraguai e Brasil.

Kishida disse em uma coletiva de imprensa conjunta que, à medida que a comunidade internacional enfrenta crises complexas, o Japão espera fortalecer a cooperação com o Paraguai, compartilhando valores como liberdade e democracia.