27 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  1:53
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Irmã de Kim Jong Un reage às críticas dos EUA sobre lançamento de míssil norte-coreano

Kim Yo Jong culpa os Estados Unidos por aumentar as tensões na Península Coreana com exercícios militares.

Pyongyang, Coreia do Norte – 24 de abril de 2024 – A irmã do líder norte-coreano Kim Jong Un contestou as críticas dos Estados Unidos ao recente lançamento de míssil por Pyongyang, culpando os Estados Unidos por agravarem a situação na Península Coreana com uma série de exercícios militares.

Na segunda-feira, o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Matthew Miller, criticou o lançamento de míssil balístico por Pyongyang, dizendo que violou múltiplas resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

A edição de quarta-feira do jornal do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte, Rodong Sinmun, publicou uma declaração emitida por Kim Yo Jong.

A declaração dizia que os EUA, juntamente com Japão e Coreia do Sul, estão incessantemente realizando exercícios militares contra a Coreia do Norte quase todas as semanas.

Argumentou-se que isso resultou em tensões “crescentes na região como um pavio aceso”.

Na declaração, Kim disse que a Coreia do Norte continuará a fortalecer seu “músculo militar esmagador e mais poderoso” para defender sua soberania e a paz regional.

O Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte também divulgou uma declaração na quarta-feira, que disse que os lançamentos de mísseis são um exercício do direito à autodefesa do país.

As nações preocupadas estão em alerta máximo, pois Pyongyang pode repetir os lançamentos de mísseis.