12 C
Kóka
sexta-feira, 2024/03/01  5:43
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Kishida e Primeira-Ministra Italiana Meloni concordam em unir forças em questões globais

Líderes do Japão e da Itália comprometem-se a enfrentar desafios como Ucrânia e desarmamento nuclear.

Tóquio, Japão – 6 de fevereiro de 2024 – O Primeiro-Ministro japonês Kishida Fumio e sua homóloga italiana Giorgia Meloni concordaram em unir forças para enfrentar uma série de questões globais, incluindo Ucrânia e desarmamento nuclear.

O encontro em Tóquio na segunda-feira (5), também marcou a transferência da presidência do G7 do Japão para a Itália.

Kishida expressou sua apreciação pelo compromisso de Meloni em construir sobre os feitos da cúpula do G7 do ano passado em Hiroshima. Ele disse a Meloni que o Japão fará tudo o que puder para ajudar a Itália a sediar uma cúpula bem-sucedida em junho.

Kishida e Meloni confirmaram que seus países trabalharão juntos para enfrentar uma série de questões globais, incluindo os conflitos na Ucrânia e no Oriente Médio, bem como o desarmamento nuclear e a inteligência artificial.

Kishida e Meloni disseram que recebem com satisfação o progresso feito no desenvolvimento de aeronaves de combate de próxima geração em um projeto conjunto envolvendo Japão, Itália e Reino Unido. Os dois também concordaram em impulsionar a cooperação bilateral em segurança por meio de uma série de iniciativas, incluindo uma reunião planejada no próximo mês de autoridades de relações exteriores e defesa dos países.

Kishida, mais tarde, disse aos repórteres que a visita de Meloni ao Japão foi uma boa oportunidade para aprofundar os laços bilaterais. Ele afirmou que a Itália é uma parceira estratégica para o Japão e que Tóquio está pronta para trabalhar com o país para alcançar a paz e estabilidade globais.