24.2 C
Kóka
quinta-feira, 2024/07/18  10:12
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Tensão na península coreana: Tropas da ONU armadas na Zona de Segurança Conjunta em resposta a movimentos da Coreia do Norte

Medida vem após Coreia do Norte redesdobrar armas na área, contrariando acordo de 2018 para redução de tensões militares.

Seul, Coreia do Sul, 20 de dezembro de 2023 – Em meio a crescentes tensões na península coreana, tropas da Organização das Nações Unidas (ONU) começaram a portar armas de fogo na parte sul-coreana da Zona de Segurança Conjunta (Joint Security Area – JSA), localizada na linha de demarcação militar que separa as duas Coreias.

A medida foi anunciada pelo Comando da ONU na terça-feira (19), em resposta ao redesdobramento de armas por parte da Coreia do Norte no mês passado. A ação unilateral do Norte vai de encontro a um acordo firmado em 2018, cujo objetivo era reduzir as tensões militares entre as duas Coreias.

Em comunicado, o Comando da ONU afirmou ter autorizado suas forças de guarda na parte sul-coreana da JSA a “se rearmarem para proteger tanto civis quanto pessoal militar”. A imprensa sul-coreana relata que Seul solicitou a autorização para o rearmamento à ONU no início de dezembro.

A escalada de tensões teve início quando, em 22 de novembro, o governo sul-coreano suspendeu, parcialmente, o acordo de 2018 em protesto ao lançamento de um satélite espião por parte da Coreia do Norte no dia anterior. Em resposta, Pyongyang anunciou que suas forças militares não estão mais vinculadas ao acordo.

Além disso, a Coreia do Norte recolocou postos de guarda próximos à linha de demarcação militar, uma ação que havia sido revertida pelo acordo de 2018.

A comunidade internacional observa com cautela esses desenvolvimentos, temendo uma escalada ainda maior de hostilidades na região. A ONU e diversos países instam as partes envolvidas a buscar soluções diplomáticas para evitar uma crise mais profunda na já volátil península coreana.

Radio Shiga
Siga-nos
Últimos posts por Radio Shiga (exibir todos)