24 C
Kóka
sexta-feira, 2024/06/21  4:12
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Membro sênior da força voluntária anti-Putin diz que o objetivo é capturar Moscou

Um membro sênior de um grupo de combatentes voluntários russos enfatizou que seu objetivo final é derrubar o governo do presidente Vladimir Putin.

Um membro sênior de um grupo de combatentes voluntários russos enfatizou que seu objetivo final é derrubar o governo do presidente Vladimir Putin.

A Legião da Liberdade da Rússia está realizando ataques nas regiões ocidentais do país, perto da fronteira com a Ucrânia.

O coordenador político do grupo, Ilya Ponomarev, falou à NHK por meio de um link de vídeo na terça-feira (6).

Ponomarev disse que o grupo é uma divisão oficial das forças armadas ucranianas e tem lutado nas linhas de frente contra as tropas russas.

Ele também disse que o grupo está coordenando com os ucranianos, mas agindo de forma independente, porque Kiev prometeu ao Ocidente que não atacaria o território russo.

Ponomarev acrescentou que o grupo é formado principalmente por desertores militares russos que se opõem a Putin. Ele disse que o grupo tem o tamanho de quatro batalhões, enquanto outro grupo anti-Moscou, o Corpo de Voluntários Russos, tem um batalhão.

O coordenador político disse que milhares de pessoas estão se candidatando para participar do grupo, mas precisam passar por rigorosas verificações de antecedentes porque agentes russos estão tentando se infiltrar no grupo. Ele argumentou que isso se tornou um gargalo para a aceitação de mais membros.

Ele admitiu que, embora a legião não tenha forças suficientes no momento, seu objetivo é chegar a Moscou. Ponomarev acrescentou que a Legião da Liberdade da Rússia quer que as elites da capital russa entendam que a guerra está perdida e que o Estado russo está fracassando.