27 C
Kóka
terça-feira, 2024/05/28  12:37
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Kishida se compromete a promover a cultura, à medida que Agência se muda para Kyoto

O primeiro-ministro japonês, Kishida Fumio, expressou sua intenção de promover a cultura do país, já que a Agência para Assuntos Culturais transfere parte de suas funções de Tóquio para Kyoto.

Kishida se compromete a promover a cultura, à medida que Agência se muda para Kyoto

O primeiro-ministro japonês, Kishida Fumio, expressou sua intenção de promover a cultura do país, já que a Agência para Assuntos Culturais transfere parte de suas funções de Tóquio para Kyoto.

Alguns trabalhos, no novo local, começarão na segunda-feira (27). O governo decidiu, em 2016, transferir o escritório do comissário da agência e cinco de suas nove divisões para Kyoto. A mudança é parte dos esforços para reduzir a concentração de seu sistema administrativo na capital, assim como para revitalizar as economias regionais. Cerca de 390 funcionários, ou cerca de 70% do pessoal da agência, devem estar trabalhando em Kyoto até 15 de maio.

O novo escritório está localizado em uma instalação reformada que antes servia como sede do departamento de polícia da prefeitura e em um novo prédio adjacente, de seis andares.

Autoridades locais e outras foram convidadas no domingo (26), para ver algumas das salas, incluindo o escritório do comissário.

Em uma cerimônia realizada em Kyoto, Kishida disse que a agência é o primeiro dos ministérios e agências do governo central a se mudar.

Ele disse que gostaria de aproveitar esta mudança para apresentar novos programas culturais de Kyoto. As iniciativas incluirão o desenvolvimento de uma instalação encarregada de restaurar os bens culturais e promover a arquitetura do país, como a paisagem urbana tradicional de Kyoto.

Kishida também descreveu a mudança como um sinal de um novo estilo de trabalho na era pós-pandêmica. Ele disse esperar que as autoridades utilizem a videoconferência e outros meios para trabalhar de forma flexível a partir de qualquer lugar.