26.9 C
Kōnan
quinta-feira, 30 de junho de 2022

Exportação de grãos em Odesa é interrompida pela invasão russa

Crescem as preocupações com a possibilidade de uma crise alimentar global devido ao bloqueio russo das exportações de grãos dos portos ucranianos à medida que a invasão continua.

Últimas Estatísticas do Coronavírus no Japão

Exportação de grãos em Odesa é interrompida pela invasão russa

Crescem as preocupações com a possibilidade de uma crise alimentar global devido ao bloqueio russo das exportações de grãos dos portos ucranianos à medida que a invasão continua.

O presidente de um exportador de grãos da cidade ucraniana de Odesa, no sul da Ucrânia, que abriga o maior porto do país, disse à NHK que o volume de exportações caiu para cerca de 10% do nível habitual.

Alexander Polishchenko disse que sua empresa já exportou trigo e outros grãos em navios porta-containers para mais de 50 países, incluindo o Japão.

Polishchenko disse que as forças armadas russas haviam realizado exercícios envolvendo o lançamento de mísseis no Mar Negro vários meses antes do início da invasão.

Ele disse à NHK que desde que a invasão começou, em 24 de fevereiro, cerca de sete a 15 navios russos se ercaram o porto, interrompendo as funções portuárias.

Ele disse que todos os navios no porto estavam impedidos de sair. Acrescentou que os navios que tentaram zarpar foram bombardeados ou apreendidos por navios militares russos, com alguns rebocados para um porto na Crimeia.

Polishchenko disse que sua empresa suspendeu as exportações diretas por um tempo, e está tentando exportar mercadorias através de portos estrangeiros, transportando-as primeiro por caminhão para países como Romênia e Polônia.

Mas ele disse que a quantidade que poderia ser transportada seria muito inferior ao nível possível por mar, e mesmo que o transporte ferroviário esteja incluído, não é uma solução.

Ele acrescentou que centenas de toneladas de trigo que não podem ser exportadas permanecem armazenadas, não deixando espaço para estocar a próxima colheita, que deve começar em cerca de um mês.

Polishchenko também disse ter ouvido que as minas russas estão chegando às praias de Odesa quase todas as semanas.

Ele disse que esta é uma questão que permanecerá mesmo após o fim da guerra, sugerindo que não seria fácil retomar as exportações após o fim dos combates.

SourceNHK

Artigos relacionados

ÁSIA

spot_imgspot_img
Translate »