26.4 C
Kōnan
sexta-feira, 19 de agosto de 2022

Promotores do Cazaquistão confirmam pelo menos 225 mortes

Os promotores no Cazaquistão, onde ocorreram protestos gigantescos, revelaram que pelo menos 225 pessoas morreram em conexão com a agitação.

Últimas Estatísticas do Coronavírus no Japão

Promotores do Cazaquistão confirmam pelo menos 225 mortes

Os promotores no Cazaquistão, onde ocorreram protestos gigantescos, revelaram que pelo menos 225 pessoas morreram em conexão com a agitação.

Acredita-se que a maioria deles sejam manifestantes, mas os promotores disseram, neste sábado (15) que 19 membros das forças de segurança estavam entre os mortos.

Mais de 4.300 pessoas teriam sido feridas.

Os protestos começaram em 2 de janeiro contra um aumento do preço do combustível, mas desde então se espalharam pelo país da Ásia Central, incluindo a maior cidade de Almaty.

O governo qualificou os movimentos como um ato de terrorismo e tentou colocá-los sob controle.

A mídia local noticiou, em 9 de janeiro, que 164 pessoas haviam sido mortas, o que as autoridades negaram.

O presidente cazaque, Kassym-Jomart Tokayev, pareceu determinado a reprimir os protestos durante um discurso em 7 de janeiro.

Mas ele poderia enfrentar críticas da comunidade internacional pelo grande número de mortes resultantes das ações de seu governo.

SourceNHK

Artigos relacionados

ÁSIA

spot_imgspot_img
Translate »