2.5 C
Kōnan
terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Necessidade de voltar ao Japão deve ser atendida diz Kishida

O primeiro-ministro japonês Kishida Fumio informa ter instruído as autoridades de transporte a considerarem suficientemente as necessidades dos cidadãos japoneses no exterior que desejam voltar para casa.

Últimas Estatísticas do Coronavírus no Japão

Necessidade de voltar ao Japão deve ser atendida diz Kishida

O primeiro-ministro japonês Kishida Fumio informa ter instruído as autoridades de transporte a considerarem suficientemente as necessidades dos cidadãos japoneses no exterior que desejam voltar para casa.

O Ministério dos Transportes do Japão, nesta segunda-feira (29) pediu às companhias aéreas que suspendessem novas reservas para todos os vôos para o país até o final de dezembro para evitar a propagação da variante Ômicron do coronavírus chinês.

A medida, efetivamente, significa que os japoneses no exterior não podem voltar para casa durante este período, a menos que já tenham reservado vôos.

Kishida disse aos repórteres na quinta-feira (1) que o ministério fez o pedido como uma medida preventiva de emergência após o anúncio do governo na segunda-feira de que as entradas seriam limitadas a cerca de 3.500 por dia. Ele admitiu que a medida do ministério causou confusão.

Kishida disse ter instruído o ministério a confirmar e responder adequadamente aos pedidos das pessoas que desejam retornar, levando em consideração que o número de chegadas difere nos dias de semana e fins de semana.

SourceNHK

Artigos relacionados

ÁSIA

spot_imgspot_img
Translate »