13 C
Kōnan
sábado, 17 de abril de 2021

A polícia em Myanmar une-se ao movimento de desobediência civil

Policiais em Myanmar estão rejeitando cada vez mais o uso da violência contra os manifestantes do golpe militar do mês passado.

Últimas Estatísticas do Coronavírus no Japão

A polícia em Myanmar une-se ao movimento de desobediência civil

Policiais em Myanmar estão rejeitando cada vez mais o uso da violência contra os manifestantes do golpe militar do mês passado.

As Nações Unidas dizem que mais de 50 pessoas foram mortas durante os distúrbios. As autoridades abriram fogo, repetidamente, contra as multidões.

Um homem, na casa dos 20, se tornou a última vítima na sexta-feira (5). A mídia local diz que ele foi morto a tiros na cidade de Mandalay.

Mas mais de 100 policiais se juntaram ao chamado movimento de desobediência civil, numa tentativa de impedir o governo militar de funcionar.

Um oficial, pertencente a uma delegacia de polícia na capital Naypyitaw, disse que não queria estar envolvido em violência contra manifestantes pacíficos.

Um de seus colegas disse que os militares estão se envolvendo em atos cruéis enquanto se vestem de oficiais da polícia.

Na Índia, as autoridades governamentais locais dizem que pelo menos 15 policiais e seus familiares cruzaram a fronteira com Myanmar de quarta-feira a quinta-feira.

A mídia local disse que eles fugiram porque temem represálias por desafiarem as ordens militares.

Os militares de Myanmar têm trabalhado para identificar e deter os líderes do movimento de desobediência civil.

SourceNHK World

Artigos relacionados

ÁSIA

spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Brasil recebe 2,3 milhões de kits de intubação vindos da China

0
Brasil recebe 2,3 milhões de kits de intubação vindos da China Chegou ao Brasil na noite desta quinta-feira (15), no Aeroporto Internacional de Cumbica, em...
Translate »