18.1 C
Kōnan
sexta-feira, 23 de outubro de 2020

EUA rotularão as mercadorias de Hong Kong como “Made in China”

Os Estados Unidos informam que os bens importados produzidos em Hong Kong serão rotulados para indicar que sua origem é a China.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Comissão do Senado dos EUA aprova a nomeação de Barrett para Suprema Corte

Comissão do Senado dos EUA aprova a nomeação de Barrett para Suprema Corte O Comitê Judiciário do Senado dos EUA, liderado pelos Republicanos, aprovou a...

Aumenta casos de infecção por coronavírus chinês na Europa

Aumenta casos de infecção por coronavírus chinês na Europa A França ampliou as medidas do toque de recolher para combater a propagação do coronavírus. É...

Aeroporto Narita reduzirá as taxas de aterrissagem

Aeroporto Narita reduzirá as taxas de aterrissagem O Aeroporto Narita, perto de Tóquio, está reduzindo as taxas de pouso à medida que as companhias aéreas...

Manifestações em New York contra tiroteios na Nigéria

Manifestações em New York contra tiroteios na Nigéria Várias pessoas participaram de uma manifestação em New York protestando contra o governo nigeriano por sua resposta...

O Índice de Preços ao Consumidor cai pelo segundo mês consecutivo no Japão

O Índice de Preços ao Consumidor cai pelo segundo mês consecutivo no Japão O Índice de Preços ao Consumidor - IPC, do Japão, continuaram a...

EUA rotularão as mercadorias de Hong Kong como “Made in China”

Os Estados Unidos informam que os bens importados produzidos em Hong Kong serão rotulados para indicar que sua origem é a China.

A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA publicou um aviso nesta terça-feira (11), dizendo que os produtos atualmente especificados como “made in Hong Kong” devem ser rotulados como “made in China” depois de 25 de setembro.

A medida está de acordo com a política dos EUA de aumentar a pressão sobre Pequim.

O presidente americano, Donald Trump, assinou uma ordem executiva no mês passado para acabar com o tratamento comercial preferencial para Hong Kong, dizendo que a nova legislação de segurança nacional da China para o território havia prejudicado seu alto grau de autonomia.

Alguns meios de comunicação dos EUA dizem que o impacto da rotulagem modificada será limitado porque a maioria dos bens importados do território é da China continental, com poucos itens realmente produzidos em Hong Kong.

As importações dos EUA incluem dispositivos eletrônicos e metais preciosos.

Espera-se que a administração Trump acabe com mais medidas preferenciais com base na ordem executiva do presidente. Observadores dizem que é provável que a divergência entre os EUA e a China se intensifique.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Toshiba registra perdas de 12,6 bilhões de ienes no 2º trimestre

Toshiba registra perdas de 12,6 bilhões de ienes no 2º trimestre A gigante eletrônica japonesa Toshiba registrou um prejuízo operacional de 12,6 bilhões de ienes,...

Passa de mil infecções diárias do coronavírus chinês no Japão, pela primeira vez

Passa de mil infecções diárias do coronavírus chinês no Japão, pela primeira vez Mais de 1.000 pessoas testaram positivo para o coronavírus no Japão nesta...

Casos de coronavírus chinês passam de 300 pela primeira vez em Tóquio

Casos de coronavírus chinês passam de 300 pela primeira vez em Tóquio Segundo a NHK mais de 300 novos casos de infecção por coronavírus chinês...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Guinga recebe os irmãos Anna Paes e Pedro Paes em live...

0
Guinga recebe os irmãos Anna Paes e Pedro Paes em live no CCBB No quarto encontro do projeto GUINGA E AS VOZES FEMININAS, o violonista...
Translate »