Daniel Satti é um dos premiados no The Scene Festival como melhor ator no filme Entreolhares

O filme Entreolhares foi o vencedor de cinco prêmios no The Scene Festival, mostra de cinema norte-americano realizada no estado de Maryland (EUA). Ele foi o único brasileiro indicado para o festival. Daniel Satti interpreta Sandro em Entreolhares, vivendo um drama que se passa nos anos 1960.

Daniel Satti é um dos premiados no The Scene Festival como melhor ator no filme Entreolhares

O filme Entreolhares foi o vencedor de cinco prêmios no The Scene Festival, mostra de cinema norte-americano realizada no estado de Maryland (EUA). Ele foi o único brasileiro indicado para o festival. Daniel Satti interpreta Sandro em Entreolhares, vivendo um drama que se passa nos anos 1960.

Ele têm uma relação delicada e conturbada com a deficiente visual Maria, vivido pela atriz Marina Azze. O relacionamento do casal é repleto de cobranças e magoas de um passado trágico, mas que leva ao perdão, redenção e arrependimento.

Sob a direção do cineasta, diretor, escritor e ator gaúcho radicado no Rio de Janeiro Ivann Willig, o filme conquistou os prêmios de melhor diretor, melhor ator (Daniel Satti), Melhor atriz (Marina Azze), melhor cena e melhor som. Entreolhares ganhou como o melhor filme no Cosmos, festival realizado na Índia, sendo indicado nas categorias melhor filme romântico, melhor direção e melhor atriz para o Tagore International Film Festival (TIFF). Entreolhares foi o vencedor de cinco prêmios no Inhapim Cine Festival de Minas Gerais. Ivann Willig coleciona quase 70 prêmios na sua carreira.

Com mais de 20 anos de carreira, esse é o primeiro troféu internacional de Daniel Satti, que nasceu em São Paulo, mas foi criado em Minas Gerais, onde se tornou ator. Daniel participou de vários trabalhos, entre eles o Donato Camargo em Salve-se Quem Puder (TV Globo).

Este é o 40º troféu na carreira da atriz mineira Marina Azze (foto acima), nascida em Varginha, no Sul de Minas, e o primeiro internacional. Além de atriz, Marina é a realizadora dos festivais Offcine, em Varginha, e o Inhapim Cine Festival, na cidade mineira de Inhapim.

O filme conta com a participação de Tuna Dwek, atriz premiadíssima com mais de 50 filmes no seu extenso currículo, considerada uma das divas do teatro brasileiro.

SOBRE DANIEL SATTI:

A dedicação ao trabalho e a paixão pela arte de atuar, são os principais fatores de impulsionamento da carreira de 20 anos do ator Daniel Satti, que resultaram em uma prestigiosa lista de obras de relevo na cena artística nacional. Ele iniciou sua carreira em Belo Horizonte – pelo Núcleo de Estudos Teatrais (NET), passou por diversos cursos, oficinas e workshops de importantes Companhias, como GRUPO GALPÃO e profissionais da área artística de renome. Ao transferir-se para o Rio de Janeiro (onde residiu 10 anos), realizou vários trabalhos na televisão e no teatro, trajetória que prosseguiu depois de instalar-se em São Paulo. A força de sua expressão artística o consagrou com o título de Membro Imortal da ACLASP – Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo, ocupando a cadeira número 03 do colegiado de artes dramáticas – cujo patrono é o cineasta Anselmo Duarte. A condição de Acadêmico Efetivo tem por objetivo, contribuir e colaborar com o crescimento e avanço da sociedade através da defesa de nossa língua-mãe, da disseminação cultural, realização de eventos relacionados e implementação de projetos sociais que alcancem e beneficiem todas as classes sociais. A busca incessante de novos desafios, com objetivo do constante aprimoramento profissional, fazem parte de sua meta.

Na televisão, fez o “Donato Camargo” em Salve-se Quem Puder, novela das 19h e “Viriato Prazeres” em Novo Mundo, novela das 18h, ambas da TV GLOBO; o “Panahasi”, personagem na novela da RECORD TV, Os Dez Mandamentos, novela Pecado Mortal, como “Pente-Fino”, além de Caminhos do Coração, na mesma emissora . Na TV SBT, fez Carrossel, como “Frederico Carrilho”. Outras participações aconteceram nas novelas Globais, A Favorita (personagem Jornalista Beto) Belíssima, Pé na Jaca, O Profeta, Paraíso Tropical, Passione e Cama de Gato (personagem Jornalista Sérgio Madeira). Atuou também nos seriados globais, Os Caras de Pau, A Diarista, Separação, no humorístico Zorra Total e no jornalístico Globo Repórter. Ainda para televisão fez trabalhos de publicidade em comerciais regionais (Honda, Lorenge), nacionais (Ipiranga, KAYAK.COM, FRIBOI, MRV, Bancorbrás, Chocolates Garoto, Brahma, Plug-me), internacionais (Petrobrás) e outros.

No cinema, fez o longa-metragem Amor, confuso amor, como protagonista – Personagem: Jorge – Direção: André Luís / Produção: Belluna Filmes (Jun/2019); o curta-metragem Entreolhares – Personagem coprotagonista: Sandro – Direção: Ivann Willig (Jul/2019); o curta CEO fantasma – Personagem coprotagonista: Adriano – Direção: Fernando Tiezzi (Mai/2019); o curta-metragem Te amo pra sempre – Personagem: Gabriel – Direção: Marcos Ribas / Produção: TakeBoom (Jul/2019); participou tb dos longa-metragens, Solteira Quase Surtando – Personagem: Flávio – Direção: Caco Souza / Produção: MAB Productions (Mar/2016); Vingança (selecionado para MOSTRA PANORAMA, paralela ao 59º Festival de Berlim/2009 e para a 36ª Edição do Festival de Gramado, categoria longa) – Direção: Paulo Pons – Produção: Pax Filmes (Nov/2008); e o curta, Eu estou bem, cada vez melhor (exibido no festival CURTA CINEMA/2009 – 19ª Edição) – Direção: Rodrigo Guéron (Mar/2009).

Sua atuação em teatro, lhe renderam o reconhecimento de público e crítica em trabalhos já executados durante carreira profissional. Atuou nos espetáculos: Trem fantasma, uma comédia romântica (texto de Ivan Fernandes), dirigido por Mário Hermeto; Fausto (adaptação do original de Johann Wolfgang Von Goethe); Física Poética (apresentado no Festival Brasileiro de Esquetes e Performances/Mercadão Cultural 2006 e indicado entre as cinco melhores performances do Festival) e .DOC, dirigidos por Thiago Romero e supervisionados por Ana Kfouri; Casa, Dinheiro e Roupa Lavada (adaptação de O Primo da Califórnia de Joaquim Manoel de Macedo), dirigido por Márcio Machado, entre outros.

Daniel Satti é bacharelado em Comunicação Social com Habilitação em Relações Públicas na UNI-BH, onde ganhou o Prêmio-título de Destaque-Acadêmico por sua atuação como melhor aluno do curso. Fez o curso de engenharia civil, mas trancou um ano antes de completar.

Web site: https://www.danielsatti.com.br/

Da Redação by Cleo Oshiro
Artigo anteriorGoverno do Japão enviará enfermeiros para Okinawa
Próximo artigoÍndia começa a ajudar as Ilhas Maurício a enfrentar o vazamento de petróleo
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site