21.8 C
Kōnan
sábado, 25 de setembro de 2021

Mochileiro americano isolado nas Filipinas devido ao lockdown do coronavírus chinês é adotado por família em uma vila remota

Dustin Borglin, um mochileiro do estado norte-americano de Michigan, sempre viajou pelo sudeste asiático, porém, no início do ano foi surpreendido pela pandemia do coronavírus chinês no interior das Filipinas, mais precisamente na cidade de Toledo, província de Cebu.

Últimas Estatísticas do Coronavírus no Japão

Mochileiro americano isolado nas Filipinas devido ao lockdown do coronavírus chinês é adotado por família em uma vila remota

Dustin Borglin, um mochileiro do estado norte-americano de Michigan, sempre viajou pelo sudeste asiático, porém, no início do ano foi surpreendido pela pandemia do coronavírus chinês no interior das Filipinas, mais precisamente na cidade de Toledo, província de Cebu.

Building Baludoy´s house – photo by Dustin Borglin

Com o lockdown imposto no país em março, Borglin ficou isolado nas montanhas de Toledo, tendo seu voo cancelado ficou, literalmente, sem ter para onde ir.

Um residente local, Raymond Adoptante, convidou-o para ficar com sua família.

Eles já se conheciam de uma viagem anterior de Borglin, quando o mesmo visitou Cebu.

Segundo Borglin: “pensei que talvez fossem apenas algumas semanas, mas agora, 4 meses depois, ainda estou aqui.”

Making fire with bamboo – photo by Dustin Borglin

Com o passar do tempo as pessoas mostraram como é viver em áreas remotas no interior das Filipinas em suas atividade diárias, tais como: recolher lenha para cozinhar, subir em árvores para conseguir mel, fazer telhados com folhas de coco, fazer pão utilizando um forno improvisado e muito mais.

Digging aseptic toilet pit – Photo by Dustin Borglin

Não há água encanada no local, então, tomam banho e lavam roupas em um poço nas proximidades.

Borglin assimilou tão bem o modo de vida local que tornou-se, praticamente, membro da comunidade, ajudando como pode todos, da melhor maneira possível, com sua própria mão-de-obra e ajuda financeira do seu canal do YouTube.

Muitas famílias vivem no local com muito pouco e as coisas ficaram ainda mais difíceis com o isolamento provocado pelo coronavírus chinês.

Com o dinheiro arrecadado do YouTube, Borglin forneceu arroz para todas as famílias do vilarejo. Muitas residências não possuem banheiros, recorrendo à mata para suas necessidades fisiológicas, por isso, construiu um banheiro para uma família.

A partir deste vídeo, muitas pessoas quiseram ajudar, e construiu outro banheiro, para outra família e também a primeira casa.

Mini library project in the village – Photo by Dustin Borglin

Diz Borglin: “A casa da família com quem fico está em mau estado e infelizmente não podem reconstruí-la ou consertá-la porque não são donos do terreno. Assim, com a ajuda do meu canal no YouTube, compramos um terreno próprio para que eles possam construir ali sua nova residência.”

“Como a casa é pequena e está a ponto de desabar durmo no lado de fora, em minha rede ou cabana, todas as noites”, diz Borglin.

Dustin Borglin
Raymond, Vilma, Pedro, Daniel, Reche and Dustin – photo by HTTPS://WWW.FACEBOOK.COM/DUSTINBACKPACKS/

A família que acolheu Borglin é composto pelo Sr. Pedro, patriarca, Vilma, esposa de Pedro, Raymond, Reche and Daniel, filhos do casal.

Abaixo estão as redes sociais para conhecer Dustin Borglin e o pequeno vilarejo na província de Cebu que, por enquanto, tornou-se sua casa

YouTube: https://www.youtube.com/c/DustinBackpacks
Instagram: https://www.instagram.com/dustinbackpacks/
Facebook: https://www.facebook.com/DustinBackpacks/

Nota da redação: Parabéns ao Sr Dustin Borglin por sua atitude, sempre positiva, diante de algumas adversidades, utilizando de forma inteligente as mídias digitais consegue ajudar toda uma comunidade que o acolheu em tempos de pandemia, não desanimando e apoiando a todos com diversos projetos sociais. Que ele seja um exemplo.

Artigos relacionados

ÁSIA

spot_imgspot_img
Translate »