12.8 C
Kōnan
sábado, 31 de outubro de 2020

Abe desiste de mudar o início das aulas para setembro, por enquanto

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, desistiu efetivamente dos planos de mudar o início do ano letivo do país de abril para setembro.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

França inicia segundo lockdown nacional

França inicia segundo lockdown nacional A França iniciou um segundo bloqueio (lockdown) nacional nesta sexta-feira (30), para impedir a propagação do coronavírus chinês. O Primeiro Ministro,...

França reforça alerta de segurança contra terroristas após ataque em Nice

França reforça alerta de segurança contra terroristas após ataque em Nice Na França, um terrorista empunhando uma faca matou três pessoas na cidade do sul...

Tóquio aumentará a capacidade de testes do coronavírus chinês para 60 mil por dia

Tóquio aumentará a capacidade de testes do coronavírus chinês para 60 mil por dia Segundo a NHK, o governo metropolitano de Tóquio está planejando um...

Macron classifica assassinatos em Nice de “terrorismo islâmico”

Macron classifica assassinatos em Nice de "terrorismo islâmico" O presidente francês, Emmanuel Macron, descreveu o ataque a faca ocorrido na quinta-feira (29), em uma igreja...

EUA e Indonésia fortalecem laços no Mar do Sul da China

EUA e Indonésia fortalecem laços no Mar do Sul da China Estados Unidos e a Indonésia concordaram em trabalhar conjuntamente no desenvolvimento das ilhas indonésias...

Abe desiste de mudar o início das aulas para setembro, por enquanto

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, desistiu efetivamente dos planos de mudar o início do ano letivo do país de abril para setembro.

Abe disse a uma equipe de trabalho do Partido Liberal Democrata- PLD, que introduzir a mudança proposta é difícil, por enquanto.

Governadores de Tóquio e outras províncias pediram para começar o ano em setembro, em meio ao fechamento de escolas devido ao surto do coronavírus chinês.

A equipe do PLD, liderada pelo ex-ministro da Educação Shibayama Masahiko, estudou o assunto e apresentou um relatório resumindo seus pontos de vista.

Ele disse que a mudança do ano letivo precisa de um consenso nacional e tempo para se preparar, e que seria difícil implementar o plano num futuro próximo, como o ano letivo atual ou o próximo.

A equipe também sugeriu que o governo estude o assunto ouvindo ampla e cuidadosamente as opiniões de especialistas e membros do público.

Por sua vez, Abe disse que o governo está trabalhando com as autoridades locais para garantir o direito dos estudantes de aprender na situação social atual, após suspensão do estado de emergência em todo o país.

Ele indicou que a mudança proposta para o início do ano letivo envolve a revisão de leis relacionadas e que é difícil fazer a mudança dessa forma para o ano corrente ou próximo.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Os gigantes da tecnologia dos EUA relatam grandes lucros no trimestre

Os gigantes da tecnologia dos EUA relatam grandes lucros no trimestre Três dos quatro gigantes tecnológicos sediados nos EUA registraram aumentos significativos tanto na receita...

França inicia segundo lockdown nacional

França inicia segundo lockdown nacional A França iniciou um segundo bloqueio (lockdown) nacional nesta sexta-feira (30), para impedir a propagação do coronavírus chinês. O Primeiro Ministro,...

Tóquio aumentará a capacidade de testes do coronavírus chinês para 60 mil por dia

Tóquio aumentará a capacidade de testes do coronavírus chinês para 60 mil por dia Segundo a NHK, o governo metropolitano de Tóquio está planejando um...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de...

0
Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021 Não haverá carnaval dos blocos de rua do Rio de Janeiro em 2021....
Translate »