10 C
Kōnan
domingo, 24 de janeiro de 2021

Trump não certifica acordo nuclear com o Irã e acusa Teerã de “patrocinar o terrorismo”

Confirmando as expectativas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (13) que o Irã não cumpre os termos de seu acordo nuclear.

Últimas Estatísticas do Coronavírus no Japão

Trump não certifica acordo nuclear com o Irã e acusa Teerã de “patrocinar o terrorismo”.

Confirmando as expectativas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (13) que o Irã não cumpre os termos de seu acordo nuclear.

“Com base no histórico de fatos, estou anunciando que não podemos e não iremos fazer essa certificação”, afirmou o mandatário republicano.

O Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), como é conhecido o acordo nuclear, estabelece condições para que o programa nuclear iraniano funcione com fins estritamente energéticos. O acordo foi assinado em 2015 por líderes dos Estados Unidos, Alemanha, China, França, União Europeia, Rússia e Reino Unido.

Os termos do acordo determinam que ele deve ser certificado a cada 90 dias pelo presidente dos Estados Unidos. A não certificação, contudo, não significa que o acordo está suspenso.

O acordo, agora, irá voltar ao Congresso para decidir se ele será suspenso ou modificado.

No discurso em que anunciou sua decisão, Trump disse o Irã violou as regras “várias vezes” e “não está cumprindo o espírito” do Plano de Ação Conjunto Global. Além disso, o mandatário acusou Teerã de envolvimento com organizações terroristas:

“O regime continua o principal patrocinador estatal do terrorismo e presta assistência à Al-Qaeda, Taliban, Hezbollah, Hamas, e outras redes terroristas.”

Trump afirmou que irá impôr sanções contra Teerã para “bloquear seu financiamento do terrorismo” e que pode retirar os Estados Unidos do acordo nuclear caso ele não seja “corrigido” no Congresso.

Para os outros países signatários do pacto, os Estados Unidos devem continuar a fazer parte do acordo. A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou em conversa telefônica com Trump nesta semana que o acordo nuclear é “vitalmente importante par a segurança regional”.

Artigos relacionados

Chefes de Defesa do Japão e EUA conversam sobre a Ásia por telefone

Chefes de Defesa do Japão e EUA conversam sobre a Ásia por telefone O Ministro da Defesa japonês, Kishi Nobuo, e o Secretário de Defesa...

China conceder poder à guarda costeira para usar armas

China conceder poder à guarda costeira para usar armas A partir de 1º de fevereiro, os navios da guarda costeira serão autorizados a retirar à...

Parte de Hong Kong sob lockdown do coronavírus chinês

Parte de Hong Kong sob lockdown do coronavírus chinês As autoridades de Hong Kong impuseram um bloqueio em parte da cidade em resposta a um...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Fiocruz libera vacina de Oxford para distribuição aos estados

0
Fiocruz libera vacina de Oxford para distribuição aos estados A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou neste sábado (23), para distribuição aos estados, as doses da...
Translate »