Susana Travassos: Uma portuguesa em conexão musical com o Brasil.

Susana Travassos, uma das grandes vozes da música portuguesa, esteve no mês de abril se apresentando na cidade de São Paulo, com uma série de shows, entre eles o projeto Baretto, que reúne cantores e instrumentistas de vários gêneros musicais. A cantora esteve acompanhada de seus companheiros de estrada Michi Ruzitschka e Ricardo Araújo.

Susana nasceu em 15 de Maio de 1982, em Faro – Portugal, e viveu até seus 18 anos em Vila Real de Santo António. O interesse pela música teve início na infância, aos cinco anos, quando ingressa no mundo musical, estudando acordeão e aprofundando mais tarde os seus estudos com aulas de piano e de canto lírico, no Conservatório Regional do Algarve, em Faro.

Aos 18 anos, vai para Lisboa, onde inicia e completa a sua formação em Psicologia Educacional, no Instituto Superior de Psicologia Aplicada, passando ainda pelo Instituto de Análise de Movimento e Análise do Movimento – Método Cary Rick.

Entretanto, o seu contato com o palco e com a música não esmorece: estuda jazz no Hot Clube de Portugal, é atriz do grupo de teatro português Art’ispa e participa também como compositora e intérprete de espetáculos de arte integrada do Grupo de Dança Contemporânea Amalgama.

Estuda canto com Paula Oliveira, Joana Rios, Ana Luiza, Adélia Issa e Maria João.

A carreira como cantora vai ganhando mais expressão e impõe-se definitivamente quando, em 2008, lança o seu primeiro CD solo, “Oi Elis”, em homenagem a uma das maiores cantoras brasileiras, Elis Regina. Susana nasceu no mesmo ano da morte de Elis Regina e aos 17 anos, ouviu o disco da cantora em Montreaux e ai se encantou.

Em 2009 chega ao Brasil como convidada do projecto Sotaques Paulistas e apresenta-se no Sesc Pompeia ao lado de Zeca Baleiro, Mafalda Minozzi, Fortuna e a banda Karnak.

Nessa viagem Susana estabelece uma ligação muito forte com a cultura e a música de Minas Gerais. Lá começa por participar como convidada de concertos de Makely Ka, Vitor Santana e Mestre Jonas e canta ao lado de Kristoff Silva, Juliana Perdigão, Mariana Nunes, Flávio Henrique. Mais tarde participa nos discos “Beirute” de Vitor Santana e “Caipira no Mundo” de Chico Lobo e no DVD “Como se a vida fosse música” do poeta do Clube da Esquina Murilo Antunes.

Em São Paulo Susana canta ao lado de Luis Felipe Gama, com quem começa a compor frequentemente, Ana Luiza, Marcelo Pretto, Kiko Dinucci, Juçara Marçal, grupo vocal Vésper, Zeca Baleiro e Chico Saraiva com quem desenvolve uma parceria desde 2010 e que resulta no disco Tejo-Tietê, produzido pelo grande guitarrista Paulo Bellinati.

Apresentou-se e gravou ao lado de Chico César, Toninho Horta, Gabriel Grossi, Zé Paulo Becker, Pedro Jóia e Lui Coimbra.

Susana é membro da Orquestra Todos, uma banda multicultural de músicos de várias origens, que se unem para criar algo transversal a todos: a música. A banda, que é sucesso em Portugal, com o seu cadinho de sons africanos, lusitanos, indianos, turcos e romenos, e sul-americanos, entre outros, lançou o seu primeiro disco “Intendente” na Gulbenkian em Julho de 2012.

A cantora que interpreta música portuguesa, passando pelo fado, música brasileira e do cancioneiro latino-americano, realizou em 2016, uma turnê pela Argentina, Uruguai e Colômbia.

Palavras do Conselheiro Cultural da Embaixada Portuguesa de Bogotá sobre Susana Travassos:
“Susana Travassos fez um concerto absolutamente excepcional em Bogota. As suas interpretações dos fados, da bossa nova e das rancheras mostraram a sua versatilidade, a sua originalidade e a certeza de que não representa canones. Susana Travassos tem a sua propria voz. Não imita. Não segue. Não quer ser a próxima coisa nenhuma nem a herdeira de ninguém. Trilha o seu caminho sozinha, com uma voz seguríssima. Sem falhas. Esta noite conquistou o público colombiano que esteve no concerto. Foi inteligente, racional e, ao mesmo, tempo cheia de emoções. Não foi uma romaria da saudade. Não foram uns fadinhos. Foi um concerto que só pode encher de orgulho qualquer apreciador de boa World Music. Susana Travassos mostrou a universalidade do Fado através de sonoridades bem distantes do Fado. E foi tão bonito. Obrigado Susana.” (Pedro Rapoula)

Em abril de 2017, a cantora esteve no Brasil participando de vários shows, entre eles o “Susana Travassos Canta Ana Terra”. Inclusive estará lançando um DVD em homenagem aos 40 anos de carreira de Ana Terra, que é considerada uma das maiores compositoras brasileiras. No repertório, algumas das canções mais marcantes da compositora, além de temas inéditos escritos por Ana em parceria com Roberto Menescal, Chiquinha Gonzaga, Sérgio Ricardo, Francis Hime, Gibran Helayel, Eudes Fraga, Lucina, Fred Martins, Sueli Costa, Elton Medeiros, Cristóvão Bastos. Susana Travassos esteve acompanhada dos músicos Tiago Costa (piano e direção musical), Joana Queiroz (clarinete e clarone) e Neymar Dias (contrabaixo) .

Susana participou da temporada de shows do Baretto, no Hotel Fasano em São Paulo, onde se apresentou nos dias 11 e 12 acompanhada por Yamandu Costa no violão, num projeto que propõe encontros entre cantores e instrumentistas de diferentes gêneros musicais. Yamandu é uma das maiores referências mundiais do violão de sete cordas.

O projeto que apresenta a diversidade estética musical, está na sua 3ª temporada e tem a curadoria de Rubens Amatto, co-fundador da Casa de Francisca.

Susana Travassos e Yamandu Costa

Em 2015 passou pelo palco intimista do Baretto grandes intérpretes musicais como, Tulipa Ruiz, Elza Soares, Mariana Aydar, Felipe Cordeiro, entre outros. Na segunda temporada em 2016, subiram ao palco o cantor Alceu Valença com a musicalidade de Marcelo Pretto, o rapper Emicida ao lado dos multi-instrumentistas Thiago França e Rodrigo Campos, e Fafá de Belém acompanhada da família Cordeiro.

O Baretto é um piano bar, localizado no andar térreo do Hotel Fasano São Paulo e apresenta uma extensa e primorosa bagagem de atrações nacionais e internacionais. Foi eleito pela revista Wallpaper como bar número 1 do mundo.

No dia 22 de abril, Susana se apresentou no Teatro da Rotina em São Paulo – Brasil, acompanhada por Michi Ruzitschka (violão de 7 cordas) e Ricardo Araújo (guitarra portuguesa).

Facebook: https://www.facebook.com/Susana-Travassos-490772800964101/
Youtube: https://www.youtube.com/user/0SusanaTravassos

Radio Shiga by Cleo Oshiro Oficial Page: https://wp.radioshiga.com/programacao/

Artigo anteriorCoreia do Norte procura apoio do Sudeste Asiático na disputa com EUA
Próximo artigoBrasil: Juízes e policiais federais fazem ato, no Rio, em apoio à Operação Lava Jato
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site