Suécia sediará encontro de diplomatas coreanos e dos EUA

A Suécia afirmou neste domingo (20) que diplomatas da Coreia do Sul e dos EUA participarão de conversações de "pequeno formato" no país nórdico com um colega norte-coreano junto com "um pequeno grupo de especialistas internacionais".

Image © (Presidente sul-coreano Moon Jae-in e ditador norte-coreano Kim Jong-un, em Pyongyang, Coreia do Norte / Reprodução / via Agência Sputnik) Jan/2019

Suécia sediará encontro de diplomatas coreanos e dos EUA.

A Suécia afirmou neste domingo (20) que diplomatas da Coreia do Sul e dos EUA participarão de conversações de “pequeno formato” no país nórdico com um colega norte-coreano junto com “um pequeno grupo de especialistas internacionais”.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Suécia, Buster Mirow Emitslof, disse à Associated Press que Lee Do-hoon, da Coreia do Sul, e Steve Biegun, enviado especial da Coreia do Norte, se reunirão com o vice-chanceler norte-coreano, Choe Son Hui.

O encontro será organizado pelo governo sueco e pelo Instituto Internacional de Pesquisas para a Paz de Estocolmo (SIPRI, na sigla em inglês), um órgão independente focado em pesquisas sobre conflitos, armamentos e controle de armas.

A Suécia tem relações diplomáticas com a Coreia do Norte desde 1973 e é um dos poucos países ocidentais com embaixada no país. Ela fornece serviços consulares para os Estados Unidos.

Já a agência de notícias japonesa Kyodo afirmou que os diplomatas japoneses deverão se reunir e discutir questões da Coreia do Norte com o enviado especial de Pyongyang que estará na Suécia.

A agência disse que Kenji Kanasugi, diretor-geral do Ministério de Assuntos Asiáticos e da Oceania, espera ser atualizado por Biegun sobre os preparativos de uma próxima reunião, possivelmente no próximo mês, entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o ditador norte-coreano Kim Jong-un.