Patricia Tamura, artista plástica brasileira, destaque na 33ª Exposição de Artistas Estrangeiros em Nagoia.

A artista plástica, Patricia Tamura Dias, natural de São Paulo, Brasil, foi um dos destaques da comunidade brasileira no Japão na 33ª Exposição de Artistas Estrangeiros em Nagoia, que aconteceu no “Nagoya International Center” entre 30 de outubro a 4 de novembro de 2018.

Patricia iniciou-se na área artísitica aos 12 anos e aos 18, profissionalmente, quando pintava na linha expressionista surrealista, hoje trabalha pintando em acrílico sobre tela no estilo expressionista figurativo.

“O Expressionismo é a arte do instinto, trata-se de uma pintura dramática, subjetiva, “expressando” sentimentos humanos. Utilizando cores patéticas, dá forma plástica ao amor, ao ciúme, ao medo, à solidão, à miséria humana, à prostituição. Deforma-se a figura, para ressaltar o sentimento, com a predominância dos valores emocionais sobre os intelectuais.

Tem como caracteríticas a pesquisa no domínio psicológico; cores resplandescentes, vibrantes, fundidas ou separadas; dinamismo improvisado, abrupto, inesperado; pasta grossa, martelada, áspera; técnica violenta: o pincel ou espátula vai e vem, fazendo e refazendo, empastando ou provocando explosões; preferência pelo patético, trágico e sombrio.

O Expressionismo Figurativo, tem o seu modo peculiar, poético e espiritualista de representar a vida. Os gêneros prediletos do artista figurativo são paisagens com casarios, com capelas e igrejas e urbanas, além de retratos, cenas de cultura popular, de manifestações religiosas e folclóricas e natureza morta.”

Graduou-se em Artes pela FAMEC (Faculdade Montessori de Educação e Cultura) em 2002 e participou de algumas exposições:

  • 2000 / coletiva – 500 Anos do Descobrimento do Brasil (Faculdade Interlagos)
  • 2001 / individual – Caixa Economica Federal – Brasil
  • 2018 / coletiva – 33ª Foreign Artists Exhibition – Nagoya International Center

Em depoimento, a curadora da exposição, Jan Gubbins, disse que“Patricia apresentou um trabalho brilhante e belíssimo, representando a diversidade das artes brasileiras, como forma de comunicação entre os povos, transcendendo a barreira do idioma e transmitindo a sensibilidade, emoções e cultura de seu país.”

“Meu trabalho é o expressionismo figurativo, com pintura em acrílico sobre tela, em que me esforço para causar e transmitir sentimentos e sensações para os espectadores por meio de cores, luz e sombras, e movimento em minhas composições”, disse Patricia sobre seu trabalho.

Da Redação