Governo Bolsonaro confirma saída de pacto de migração da ONU

Por meio de correspondência enviada a missões no exterior, o Itamaraty confirmou que o Brasil vai se retirar do Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular, que estabelece um plano para a acolhida de imigrantes.

Image © (Palácio do Itamaraty / Reprodução / via Agência Sputnik) Jan/2019

Governo Bolsonaro confirma saída de pacto de migração da ONU.

Por meio de correspondência enviada a missões no exterior, o Itamaraty confirmou que o Brasil vai se retirar do Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular, que estabelece um plano para a acolhida de imigrantes.

O Brasil aderiu ao acordo em dezembro, em uma reunião realizada em Marraquexe, no Marrocos. À época, Bolsonaro já tinha alardeado sua intenção de abandonar o compromisso firmado junto à ONU, alegando que o texto feria a soberania nacional.

De acordo com a BBC, o Ministério das Relações Exteriores informa, por nota, que o Brasil está se dissociando do pacto. O documento completa, informando que o Brasil não pretende “participar de qualquer atividade relacionada ao pacto ou à sua implementação”.

Oficialmente, o Itamaraty não confirma nem nega a informação. Logo após a adesão brasileira ao acordo, porém, o chanceler Ernesto Araújo criticou o texto, dizendo que a imigração “não pode ser tratada como questão global”, mas sim levando em conta “a realidade e a soberania de cada país”.