Chiune Sugihara homenageado em Jerusalém

Foi realizada uma cerimônia em Jerusalém para homenagear o falecido diplomata japonês Chiune Sugihara. Ele ajudou milhares de judeus a escapar da perseguição nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Image © (Busto de Chiune Sugihara, em Yaotsu, província de Gifu / Reprodução / via The Times of Israel ) Jan/2019

Chiune Sugihara homenageado em Jerusalém.

Foi realizada uma cerimônia em Jerusalém para homenagear o falecido diplomata japonês Chiune Sugihara. Ele ajudou milhares de judeus a escapar da perseguição nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Sugihara emitiu vistos de trânsito por sua própria iniciativa, de um ponto de vista humanitário, enquanto trabalhava no consulado japonês na Lituânia. Dizem que seus esforços salvaram a vida de cerca de 6.000 pessoas.

A cerimônia, organizada por grupos judaicos, ocorreu neste domingo (27), que marcou o Dia Internacional de Recordação do Holocausto, da ONU.

Um de seus líderes apresentou o legado deixado por Sugihara, dizendo que ele arriscou sua própria vida para salvar os judeus e que seus atos de coragem nunca serão esquecidos.

Um painel inscrito com o nome de Sugihara foi criado em uma instalação dedicada a lembrar as vítimas do Holocausto.

Os participantes da cerimônia incluíam parentes de judeus que foram salvos por vistos emitidos por Sugihara.

Um deles disse que seu falecido pai tinha 20 anos quando Sugihara o salvou. Ele disse que sua família agora tem 60 membros e que ele é grato a Sugihara.