Brasil: para a Globo, traficante portando fuzil não é certeza de ameaça

Em entrevista à Globo News, o governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel disse que quer manter as tropas do exército no estado por mais 10 meses, mesmo após o fim da intervenção.

Image © (Governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel em entrevista à Globonews / Reprodução / via Globo) Nov/2018

Brasil: para a Globo, traficante portando fuzil não é certeza de ameaça.

Em entrevista à Globo News, o governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel disse que quer manter as tropas do exército no estado por mais 10 meses, mesmo após o fim da intervenção.

Witzel também afirmou que quer treinar atiradores de elite (snipers) para abater criminosos portando armas de uso restrito.

Uma das repórteres afirmando que um criminoso portando um fuzil de assalto não é certeza de ameaça, foi imediatamente replicada por Witzel dizendo que se está com um fuzil na mão é porque pretende utilizá-lo.

“- Fuzil na mão? É ameaça. Ele vai usar o fuzil para atacar para quem quer que seja na frente dele”, disse Witzel, acrescentando que “Prefiro defender policiais no Tribunal do que ir ao seu funeral. O policial será defendido. Se condenado, nós vamos recorrer. Se a setença for mantida, é um risco que a gente corre. O que me deixa desconfortável é ver bandido com fuzil na rua”.